Cuidados em um mundo com mais smartphones que pessoas

Por Colaborador externo | 24 de Maio de 2013 às 12h10
photo_camera Blog do Gepes

por Tony Anscombe*

Meu amigo, é oficial: nova análise de mercado apontou que, pela primeira vez na história, estão sendo fornecidos mais smartphones que telefones fixos. O impressionante levantamento feito pela IDC, empresa de análise de mercado, em parceria com o grupo NPD descobriu que nos Estados Unidos a quantidade de dispositivos móveis conectado ultrapassa o número de habitantes. Este fato indica um crescimento apocalíptico das supermáquinas ou o avanço da civilização humana, talvez ambos.

Na perspectiva da AVG, a proliferação dos smartphones tem atraído a atenção de hackers do mundo todo há tempos. Quanto mais pessoas utilizando estes equipamentos para administrar suas finanças, famílias e empregos, mais o mercado se torna solo fértil para o cibercrime. Com a popularização do controle de carros, casas e sistemas de entretenimento e segurança, temos que estar atentos para evitar à exposição às ameaças vindas pelo smartphone que usamos ou pelos que já descartamos.

A necessidade de redobrar os cuidados é confirmada por outra estatística obtida pela IDC: a maioria de nós descarta um ou dois smartphones nos últimos anos para que buscar modelos com tecnologias melhores e mais recentes. Tanto que muitos de nós mantemos gavetas que cumprem a função de "cemitério de eletrônicos", que abrigam os vestígios das "eras" passadas. Outros preferem doar seus dispositivos antigos para entidades filantrópicas, aos seus filhos ou simplesmente enviam para a reciclagem. Em todos estes cenários, quando pensamos nos dados armazenados nos aparelhos antigos, a "gaveta-cemitério" pode ser o local mais seguro.

Na corrida por nos mantermos atualizados com as últimas tecnologias, geramos muitos arquivos a partir de ações como mensagens que confirmam pagamentos de compras e comprovantes financeiros. É arriscado manter estas informações em um smartphone, mais ainda quando estes dados estão em vários dispositivos.

Então convido vocês a pensar cuidadosamente sobre os rastros que deixamos por meio dos nossos dispositivos móveis. Seja proativo e proteja os smartphones e tablets que você e sua família utilizam. Esteja certo de que sabe deletar conteúdos dos equipamentos.

*Tony Anscombe é evangelista de segurança da AVG.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.