Como proteger informações de um celular roubado

Por Colaborador externo

Por Marcello Ursini*

Os smartphones e celulares têm sido, na maioria das vezes, alvo dos assaltantes em roubos e furtos nas grandes cidades. Em São Paulo, 18 celulares, aproximadamente, são roubados por hora, segundo a Secretaria de Segurança Pública. Outro levantamento, feito pela empresa especializada em segurança digital F-Secure, mostra que pelo menos 25% dos brasileiros já tiveram um celular levado.

Infelizmente, ninguém está livre de um dia poder ser parte desta estatística e a verdade é que com a quantidade de aplicativos móveis disponíveis, cada vez mais informações são armazenadas no dispositivo e uma vez tendo seu celular roubado, muitos dados, como telefone de familiares e amigos, trocas de mensagens e dados de GPS indicando seus caminhos podem ficar armazenados e trazer uma série de dores de cabeça.

Como resistir a entrega do aparelho não é uma ação nunca indicada, é importante saber como bloquear o celular para proteger seus dados e impedir que tenham acesso às informações sobre sua vida pessoal ou profissional.

Confira algumas dicas para evitar prejuízos maiores, caso passe por esta situação:

1) Descubra, anote e guarde seu IMEI

Todos os aparelhos têm um código contra roubos chamado IMEI – (International Mobile Equipment Identify), que pode ser encontrado na nota fiscal, na caixa ou sob a bateria do aparelho. Assim que seu celular for comprado, descubra e anote esse número em um lugar seguro. Outra forma de descobri-lo é digitar *#06# e o numero aparecerá.

Com este número em mãos, esta é a forma mais rápida de bloquear um celular roubado. Após este procedimento, faça um boletim de ocorrência (BO) na Polícia Civil para provar que, caso ele seja usado de forma ilícita, ele não está mais sobre seus cuidados. Feito isso, o próximo passo é ligar ou comparecer a uma loja de sua operadora com os números de BO e IMEI em mãos para bloquear o telefone e o chip.

2) Também é possível bloquear pelo gerenciador do sistema

É possível também bloquear os celulares remotamente por meio dos gerenciadores do sistema. Para qualquer sistema operacional é importante cadastrar e configurar sua conta o quanto antes:

• Para Android

O bloqueio deve ser feito por meio do Android Device Manager, do Google, fazendo login com a conta registrada do aparelho e clicar no item de configuração de bloqueio e limpeza.

• Para iOS

Usuários dos aparelhos da Apple devem entrar na iCloud de outro aparelho e, fazer o login na AppStore ou iTunes e clicar em “Buscar meu iPhone”, que marcará seu aparelho com um ponto verde no mapa. Clique no “i” e siga as orientações.

• Para Windows Phone

Basta acessar a opção “Localizar meu telefone” na loja virtual do sistema da Microsoft. Depois de configurar o serviço será possível encontrar opções para “tocar”, “apagar” e “bloquear” o celular, seguindo as instruções.

3) Mantenha sempre um backup atualizado de seus dados e agendas;

4) Não deixe senhas de bancos salvas;

5) Baixe aplicativos gratuitos de rastreamento;

6) Não deixe senhas de bancos armazenadas e salve seus documentos importantes em aplicativos com senhas;

*Marcello Ursini é o diretor-geral da BemMaisSeguro.com, site de e-commerce, pertencente ao grupo ProtectYourBubble, que oferece seguros para smartphones, eletrônicos, pets e viagens.