Cientistas desenvolvem vírus que se comunica por ondas sonoras

Por Redação | 03.12.2013 às 18:10

Cientistas do Instituto de Comunicação Fraunhofer desenvolveram um malware que pode se comunicar com outras máquinas próximas simplesmente usando caixas de som e microfones comuns presentes em computadores e notebooks. As informações são do Engadget.

Estas máquinas não precisam estar na mesma rede – ou sequer estar em uma rede. Elas apenas precisam estar a cerca de 20 metros uma da outra. Para piorar, o malware é capaz de criar "redes de áudio", aumentando ainda mais o alcance do vírus.

Porém, esta ideia não é nova e se baseia num método antigo, desenvolvido para que computadores se comuniquem embaixo d'água (sem fins maliciosos). Mas não temos muito o que temer, já que a transmissão de dados é feita numa taxa extremamente lenta. São apenas 20 bits por segundo, o que impede a transmissão dos nossos gigabytes de dados por ondas sonoras para o computador de algum criminoso – ao menos no curto prazo. Mas, nos testes, foi possível transmitir com sucesso senhas compartilhadas, o que pode representar um (pequeno) risco para escritórios, por exemplo.