Cientistas avançam na tecnologia de criptografia quântica

Por Redação | 06 de Setembro de 2013 às 16h04

O laboratório de pesquisa da Toshiba conseguiu um feito almejado por muitos e anunciou uma descoberta na área de criptografia quântica, a forma mais segura de criptografia conhecida.

A criptografia quântica usa propriedades da luz para criar uma encriptação quase inquebrável. Qualquer tentativa de afetar o sinal pode ser detectada imediatamente. A criptografia quântica é superior aos métodos atuais por não necessitar de comunicações secretas prévias e ser segura mesmo que o intruso possua um poder computacional ilimitado.

Na verdade, ela é considerada totalmente segura e inquebrável, pois baseia-se nas leis da física, ao contrário dos métodos atuais que asseguram os dados apenas com base em funções que só continuam secretas pelo poder computacional limitado.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O sistema já é usado em alguns poucos lugares, como o setor bancário de Geneva, na Suíça, mas com uma série de limitações. O processo baseado em um laser só funciona em distâncias curtas e só pode conectar dois computadores ao mesmo tempo.

Com a descoberta da Toshiba, essa segunda limitação é resolvida, podendo conectar até 64 computadores em uma rede de acesso quântica. Para isso, eles utilizam um detector de fótons que pode suportar até 1 bilhão de fótons por segundo, permitindo gerenciar essa informação para mais de um computador de uma vez.

A notícia vem em boa hora, principalmente depois dos diversos escândalos relacionados a privacidade e segurança da informação relacionados à Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA).

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.