Cibercriminosos usam morte de Roberto Bolaños, o Chaves, para espalhar malware

Por Redação | 02.12.2014 às 10:25

Poucas horas após o anúncio da morte do ator e escritor Roberto Gómez Bolaños, famoso por criar os personagens Chaves e Chapolin, uma campanha maliciosa foi detectada pela Kaspersky Lab. Segundo a empresa, um tweet estaria circulando com uma notícia do falecimento acompanhada de um link que, em vez de conter mais informações, redireciona o usuário para um programa de adware que mostra anúncios ininterruptos durante a navegação.

O diretor da Equipe de Investigação e Análises para América Latina da Kaspersky Lab, Dmitry Bestuzhev, afirma que o usuário infectado passa a ser obrigado a visualizar não apenas os anúncios, mas conteúdos das mais diversas naturezas que levam em consideração sua localização geográfica. O malware mostra propagandas de produtos e serviços para aumentar o número de acessos dos usuários ou um programa malicioso que é baixado e instalado no computador.

Chaves

Além disso, Bestuzhev garante que a praga possui versões tanto para Windows quanto para OS X e, por enquanto, está se espalhando somente pelo Twitter e em inglês. "No entanto, antecipamos que nos próximos dias ela se transmitirá por outras redes sociais e em outros idiomas, como espanhol e português. Além disso, não há duvidas de que outros tipos de malware, como trojans bancários, se propaguem por meio deste ataque, já que o tema tem atraído interesse não somente na América Latina, mas em nível mundial”, comenta.

Todo cuidado é pouco em época de notícias sensacionalistas e de alta repercussão. A Karspersky relembra que os cibercriminosos se aproveitam destas situações para infectar os aparelhos e sistemas operacionais dos usuários. Portanto, fique atento e desconfie de tudo e de todos.