Carros conectados são confiáveis? Especialistas acreditam que não

Por Redação | 23.04.2014 às 11:05

A Tesla Motors, empresa do Vale do Silício, é pioneira na tecnologia de carros conectados. Seu Model S, por exemplo, vem integrado com um aplicativo para iPhone que permite abrir portas, localizar o veículo, ajustar a suspensão e freios e controlar aparelhos dentro do carro. Mas, apesar de tanta inovação, um executivo em segurança acredita que os servidores da Tesla não são tão seguros quanto deveriam.

Nitesh Dhanjani, da Ernst and Young, mostrou em uma apresentação em Singapura que o site da Tesla não bloqueia usuários após seguidas tentativas de acessar seus dados utilizando uma senha. Isso significa que, dado tempo suficiente, um simples aplicativo pode hackear a senha do usuário por força bruta e acessar todas as funcionalidades remotas do carro conectado.

Outras companhias estão desenvolvendo automóveis com conexão à internet, incluindo a Ford, Toyota, GM, entre outros. No entanto, servidores cheios de vulnerabilidades trazem preocupações com a segurança dos usuários. Yuval Ben-Itzhak, CTO da AVG, contou ao Fast Company suas próprias experiências com a falta de segurança em um mundo cada vez mais conectado.

"Eu viajo um monte pelo mundo", ele disse. "Eu comprei uma câmera IP e a coloquei na minha sala de estar para poder assistir meus filhos e ver se está tudo bem. Quando eu me autentico na minha câmera pelo telefone ou laptop, me pedem uma senha e outras informações de segurança que eu pensei serem seguros. Mas eu queria saber como a câmera transmite nosso stream de vídeo na nuvem, então eu usei um sniffer de rede e vi que a câmera estava fazendo upload do stream não encriptado".

Isso significa que qualquer um com um sniffer, um código ou hardware relativamente comum, poderia acessar ilegalmente o stream de Ben-Itzhak e assistir os vídeos de sua família sem muito trabalho. Para o especialista, aparelhos que constantemente estão passando informações trazem preocupações com vulnerabilidades.

Enquanto isso, Dhanjani vê a descoberta da falha de segurança no carro Tesla como um alerta: "Donos do Tesla, assim como outros carros, estão cada vez mais dependendo de segurança de informação para a proteção física de seus entes queridos e de suas posses", ele diz. "Considerando a natureza séria deste tópico, nós sabemos que não podemos tentar defender nossos veículos da mesma forma que fizemos no passado com nossas estações de trabalho em casa, dependendo de senhas estáticas e redes confiáveis".

Em comunicado, a Tesla Motors afirmou sua constante preocupação com a segurança de seus motoristas e que pretende trabalhar com pesquisadores para melhorar seus produtos.