Carnaval é prato cheio para a ação de criminosos virtuais

Por Redação | 03 de Março de 2014 às 13h35

Neste Carnaval, muita gente está nas ruas festejando, dançando e aproveitando os dias de feriadão. Em meio a todo esse clima de alegria, porém, estão também os criminosos digitais, de olho em informações que possam ser roubadas ou acessas de forma indiscriminada. É justamente sobre isso que a Symantec emitiu um alerta para usuários e imprensa especializada.

Segundo pesquisas da empresa, 90% dos celulares perdidos ou roubados nas principais cidades do país trazem informações pessoais ou profissionais que podem ser acessadas por terceiros. Desse total, porém, apenas 27% dos aparelhos passam por tentativas de devolução, significando que todo o restante – e também as informações contidas neles – podem acabar sendo perdidas para sempre.

A situação se torna ainda mais grave quando se leva em conta a possibilidade de que muitos desses dispositivos podem não estar protegidos com senhas ou aplicativos para monitoramento e desativação remota. São deslizes que, muitas vezes, podem levar à invasão de contas em redes sociais, acesso indevido a emails pessoais ou de trabalho ou o roubo de dados bancários e outras informações confidenciais.

A Symantec chama, ainda, a atenção para o risco de compartilhamento de imagens ou informações de localização. Enquanto o usuário está festejando, hackers podem estar no processo de invasão e obtenção de senhas e outros dados sigilosos, uma situação que só deve ser resolvida no fim das festas. Tempo suficiente para todo tipo de uso indevido.

De forma a evitar riscos como esse, a empresa de segurança sugere o uso de softwares de proteção e antivírus nos smartphones. Além disso, cabem as orientações de sempre, como evitar clicar em links desconhecidos e tomar cuidado com o compartilhamento de informações pessoais por meio de redes sociais.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.