Brasileiros sofreram mais de 1 milhão de tentativas de fraude apenas em 2013

Por Redação | 25 de Julho de 2013 às 17h12

As tentativas de fraude contra o consumidor brasileiro cresceram nos seis primeiros meses de 2013. Ainda estamos na metade do ano, mas já foram registradas 1.007.606 tentativas, perante 989.678 no primeiro semestre do ano passado. Em 2011 o número era ainda menor, 963.631.

Os dados fazem parte do "Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraudes". O estudo apontou ainda que a cada 15,5 segundos um consumidor brasileiro é vítima de tentativa de roubo de identidade – onde os golpistas usam os dados pessoais da vítima para obter crédito fraudulento ou fazer negócios sob falsidade ideológica. As principais tentativas de golpe apontadas pelo indicador da Serasa Experian foram:

  • Emissão de cartões de crédito: o golpista solicita um cartão de crédito usando uma identificação falsa ou roubada, deixando a conta para a vítima e o prejuízo para o emissor do cartão.
  • Financiamento de eletrônicos (Varejo): o golpista compra um bem eletrônico (TV, aparelho de som, celular etc.) usando uma identificação falsa ou roubada, deixando a conta para a vítima.
  • Golpe: compra de celulares com documentos falsos ou roubados.
  • Abertura de conta: golpista abre conta em um banco usando uma identificação falsa ou roubada, deixando a “conta” para a vítima, neste caso toda a “cadeia” de produtos oferecidos (cartões, cheques) potencializam possível prejuízo às vítimas aos bancos e ao comércio.
  • Compra de automóveis: golpista compra o automóvel usando uma identificação falsa ou roubada, deixando a “conta” para a vítima.
  • Abertura de empresas: dados roubados também podem ser usados na abertura de empresas, que serviriam de ‘fachada’ para a aplicação de golpes no mercado.

Entre os meses de janeiro e junho deste ano, o setor de telefonia foi o campeão na quantidade de tentativas de fraude: 400.913, o que representa 40% do total. Em segundo lugar está o setor de serviços (seguradoras, construtoras, imobiliárias, salões de beleza, entre outros) com 320.711 tentativas de golpe, 32% do total ocorrido no período. Bancos e financeiras foram responsáveis por 191.567 tentativas de fraude (19%). O varejo vem em quarto lugar com 78.428 tentativas de fraude (8%).

Como se proteger de tentativas de fraude

A pesquisa da Serasa Experian revela a importância de o consumidor adotar cuidados simples em seu dia a dia, como por exemplo:

  • Não fornecer seus dados pessoais para pessoas estranhas;
  • Não fornecer ou confirmar suas informações pessoais ou número de documentos pelo por telefone, cuidado com promoções ou pesquisas;
  • Não perder de vista seus documentos de identificação quando solicitados para protocolos de ingresso em determinados ambientes ou quaisquer negócios;
  • Não informar os números dos seus documentos quando preencher cupons para participar de sorteios ou promoções de lojas;
  • Não fazer cadastros em sites que não sejam de confiança; cuidado com sites que anunciam oferta de emprego ou promoções. Fique atento às dicas de segurança da página, por exemplo, como a presença do cadeado de segurança.
  • Cuidado com dados pessoais nas redes sociais que podem ajudar os golpistas a se passar por você, usando informações pessoais, como por exemplo, signo, modelo de carro, time por que torce, nome do cachorro etc.;
  • Manter atualizado o antivírus do seu computador, diminuindo os riscos de ter seus dados pessoais roubados por arquivos espiões.
Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.