Brasil fica em terceiro lugar no ranking de transparência do Google

Por Redação | 20 de Dezembro de 2013 às 16h44

O Brasil, antigo campeão em pedidos de remoção de conteúdo dos serviços do Google, agora é o terceiro colocado no ranking de transparência da empresa. O relatório, divulgado semestralmente, exibe a quantidade de solicitações de governos, polícias ou justiça para a retirada de informações de sites como YouTube, Blogger e Orkut, por exemplo.

Entre janeiro e junho de 2013, 321 ordens do tipo foram recebidas. 94 delas foram originadas no YouTube, o serviço líder de pedidos no país. O serviço foi também algo de uma solicitação inusitada, que exigia a remoção de um vídeo por razões de segurança nacional. O Blogger aparece em segundo, com 88, e a própria busca do Google, em terceiro (82). O Orkut, antigo principal responsável pelos pedidos de retirada de conteúdo, registrou apenas 35 ocorrências.

A Turquia foi, de longe, a maior nação nas solicitações do tipo, registrando 1673 pedidos. No segundo lugar ficaram os Estados Unidos, com 545. O Google destacou ainda um aumento geral nas solicitações do tipo em todo o mundo, um dado preocupante quando se leva em conta a transparência da informação online, mas que não necessariamente significa um crescimento na censura.

Entre os motivos alegados para retirada de conteúdo estão privacidade, segurança, difamação e críticas a governos ou pessoas que nele atuam. Proprietários de direitos autorais também encheram a lista do primeiro semestre de 2013, em solicitações muitas vezes relacionadas a sites de Torrent ou blogs que disponibilizam links para downloads.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.