Bancos norte-americanos foram atacados pelo Irã, afirmam autoridades

Por Redação | 09.01.2013 às 14:40

No último ano, uma série de bancos norte-americanos sofreu ataques cibernéticos e teve suas operações interrompidas devido à ação de um grupo de hackers. No entanto, as autoridades do país afirmam que os ataques foram efetuados pelo Irã e não pelos hackers, como suspeitavam, possivelmente em resposta aos ataques que o país sofreu recentemente dos Estados Unidos.

Segundo o SlashGear, os bancos foram atingidos por ataques DDoS e tiveram suas ações prejudicadas por 10 ou mais minutos. Entre as instituições atingidas estão o Wells Fargo, HSBC, Bank of America, Citigroup, entre outros. Um funcionário do estado afirma que o governo norte-americano tem certeza de que os ataques foram provenientes do Irã — país este que se encontra em séria disputa com os Estados Unidos e Israel, envolvendo questões como a produção de armas nucleares.

"A escala, eficácia e alcance destes ataques têm sido sem precedentes. Nunca houve caso parecido com tantas instituições financeiras sob esse tipo de coação", afirmou ao jornal The New York Times Carl Herberger, vice-presidente da empresa de segurança Radware.

Nenhuma das contas bancárias teve seus dados violados ou a extração de qualquer quantia. Especialistas afirmam que os ataques foram direcionados a partir de data centers e que a tomada de controle por pouco tempo de alguns dos serviços na nuvem foi o ponto de partida dos ataques aos bancos. Porém, dois fatores estão complicando a vida dos pesquisadores para entender a origem desses ataques: é preciso desvendar criptografia dos ataques DDoS e também entender como os data centers foram sequestrados.