Apple Pay vira alvo de fraudadores

Por Redação | 03 de Março de 2015 às 14h26

O sistema de pagamento móvel da Apple tem dado abertura para que criminosos dos Estados Unidos façam transações fraudulentas. Os bancos já estão correndo atrás do prejuízo para tentar conter essa nova onda de crimes.

De acordo com o britânico The Guardian, o problema não está exatamente no sistema do Apple Pay, mas sim na forma como os bancos estão realizando a verificação de proprietários de um novo iDevice.

Antes de vincular um cartão de crédito ou débito ao Apple Pay os usuários precisam confirmar sua identidade, mas aparentemente esses controles de acesso não estão sendo rigorosos o suficiente. Criminosos estão criando novas contas no Apple Pay com cartões roubados e fazendo a festa na hora das compras.

Fontes relacionadas ao setor financeiro dizem que o custo dessas fraudes já está beirando a margem dos milhões de dólares. Os bancos foram pegos de surpresa com esse nível de fraude, mas já estão trabalhando para conter o problema antes que ele saia de controle. Agora, eles devem adicionar camadas extras de autenticação para certificar que o usuário é mesmo quem diz ser quando vai configurar um novo método de pagamento móvel.

O Apple Pay foi lançado nos Estados Unidos em outubro do ano passado, e rumores recentes disseram que os dois maiores bancos privados do Brasil, Bradesco e Itaú, estariam em negociação com a Maçã sobre a possibilidade de trazer a plataforma de pagamentos no país.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.