App utiliza computadores de usuários para minerar Bitcoins sem autorização

Por Redação | 02.12.2013 às 17:05

A firma de segurança MalwareBytes emitiu um alerta de segurança relacionado à mineração oculta de Bitcoins, feita em computadores de usuários sem autorização. O aviso se originou após a descoberta de que o aplicativo Your Free Proxy, utilizado para ocultar a identidade de quem se conecta a redes sem fio, poderia baixar um processador da moeda virtual a partir de um servidor remoto.

A descoberta foi feita quando um usuário entrou em contato com o MalwareBytes sobre um processo, o monitor.exe, que estaria ocupando mais de 50% dos recursos do sistema. Após análise, um minerador de Bitcoins foi descoberto na máquina, com o processamento constante ocorrendo sem o conhecimento ou autorização do utilizador.

Segundo a MalwareBytes, o software utiliza o processo monitor.exe – responsável por gerenciar a performance e os recursos do sistema – para baixar o jhProtominer, um minerador de Bitcoins que roda a partir de linhas de comando. Toda a operação é realizada sem influência do usuário, que só percebe o problema quando sente lentidão na máquina.

Your Free Proxy

O mais curioso é que a empresa responsável pelo Your Free Proxy, conhecida como Mutual Public ou We Build Toolbars, chegou a mencionar a questão nos termos de uso do aplicativo. Sem citar especificamente as Bitcoins, o documento afirma que o computador do usuário pode ser usado para a realização de cálculos matemáticos, de forma a aumentar a segurança. Todos os dividendos obtidos a partir disso, porém, são de propriedade da companhia.

Sendo assim, o MalwareBytes pede que os usuários de aplicativos gratuitos fiquem atentos para os termos de serviço. Como já é tradição simplesmente pular esta parte e não ler o texto, cláusulas ocultas como essa podem acabar sendo inclusas na tentativa de legitimar um possível abuso.