Estudo: empresas que praticam BYOD estão colocando seus dados em risco

Por Redação | 19.07.2013 às 11:10

Um nova pesquisa mostrou que a grande maioria das empresas está expondo dados corporativos confidenciais para criminosos ao deixar de implementar estratégias eficazes de Bring Your Own Device (BYOD).

O relatório, divulgado esta semana pelo ITWorld, concluiu que pouco mais da metade dos 570 profissionais de TI pesquisados no Reino Unido não possui uma política para uso de dispositivos pessoais no ambiente de trabalho. Além disso, 23% dos entrevistados que possuem política de BYOD em suas empresas estão dispostos a abrir exceções para os executivos que lidam com alguns dados mais sensíveis.

As empresas que ignoram a segurança e a educação de seus funcionários em relação ao BYOD estão colocando em risco os seus dados confidenciais, expondo-os a roubo, hackers, malwares, entre outros tipos de ataques. 23% das empresas pesquisadas disseram não permitir que funcionários acessem a rede corporativa a partir de seus dispositivos pessoais. Enquanto isso, 80% dos entrevistados disseram que não têm educado seus funcionários sobre os riscos da adoção do BYOD.

"BYOD é uma enorme oportunidade para as empresas, mas nossa pesquisa mostra sinais preocupantes de negligência face a estes perigos. No entanto, com políticas e soluções que gerem fluxo de dados entre múltiplos dispositivos e ambientes, as empresas podem praticar BYOD de maneira segura, com confiança", disse Rick Powles, diretor da empresa de segurança Acronis, responsável pela pesquisa.

Ainda de acordo com os resultados da pesquisa, armazenamento em nuvem e serviços de compartilhamento de arquivos, como Dropbox, são comumente usados por funcionários, mas 69% das organizações disseram que não treinam o seu pessoal para usar essas plataformas sem colocar em risco os dados da empresa.

Saiba mais: BYOD: a flexibilização do trabalho toma um caminho controverso