80% dos clones de Flappy Bird trazem consigo algum tipo de malware

Por Redação | 25.06.2014 às 10:25
photo_camera Divulgação

Para aqueles que estiveram em coma ou fora do planeta no início deste ano, um jogo chamado Flappy Bird foi a sensação do momento em smartphones e tablets ao redor do mundo. Havia algo incrivelmente viciante neste jogo e no seu visual simplista e retrô (lembrando o famoso Super Mario) que o tornava ainda mais atraente. Infelizmente, seu criador tomou a estranha decisão de remover o jogo das lojas de aplicativos – mesmo com o seu sucesso rendendo cerca de 50 mil dólares por dia – supostamente para o nosso "próprio bem".

Excentricidades à parte, uma vez que o jogo foi removido, as lojas de aplicativos foram logo inundadas por clones do simpático game, mas, como se sabe, uma boa parte desses clones trazia consigo malwares escondidos. Embora isso já tivesse sido noticiado, o que chama a atenção neste último relatório da McAfee divulgado pelo USA Today é que 80% (!) dos clones contêm algum tipo de malware.

Isso é assustador, considerando que muitas pessoas ainda procuram por jogos semelhantes ao Flappy Bird nas lojas de aplicativos. Quanto ao que exatamente esses malwares podem fazer no seu smartphone, a McAfee afirma que vão desde chamadas telefônicas sem permissão para números que cobram taxas elevadas ao envio de mensagens de texto que recolhem dinheiro.

Além disso, esse malwares podem também roubar dados de cartão de crédito daqueles usuários que costumam realizar transações bancárias pelo smartphone.

Se você tem algum desses clones do Flappy Bird instalado no seu smartphone, existe uma grande chance de você ter sido infectado, então o melhor a se fazer é baixar algum aplicativo antivírus e fazer um scan rápido no aparelho.