66% das empresas brasileiras se sentem ameaçadas na internet

Por Redação | 18 de Dezembro de 2013 às 06h25

Se você acompanha o noticiário de tecnologia, com certeza está por dentro dos recentes casos de espionagem governamental e as dezenas de relatos sobre crimes digitais. Segundo pesquisa da Alvarez & Marsal, tais acontecimentos também estão tendo impactos danosos sobre as empresas brasileiras, com 66% temendo por sua segurança online.

A consultoria especializada em gestão interna e melhoria de desempenho afirma que o vazamento dos documentos relacionados às ações de espionagem do governo dos Estados Unidos foram o principal responsável por essa insegurança. Além disso, o estudo mostrou que boa parte das corporações de nosso país tem estratégias insuficientes relacionadas à segurança de suas informações.

Ainda assim, 52% dos executivos entrevistados afirmaram que a proteção dos dados deve ser uma das prioridades para os líderes. Por outro lado, a análise mostra que o investimento nesse segmento ainda é visto com resistência, por mais que 74% das organizações acreditem que tais ações reduziriam drasticamente o risco.

A principal razão para a falta de gastos nesse sentido é, justamente, o preço. 60% das empresas participantes da pesquisa afirmaram não possuir os recursos necessários para se proteger de um ataque virtual.

O papel dos executivos

Para William Beer, que é sócio da Alvarez & Marsal, uma abordagem inteligente com relação ao assunto é essencial, com os CEOs e COOs participando ativamente do processo de segurança das informações. Além disso, ele ressalta o papel dos CISOs, os executivos especializados nesse aspecto, que devem intermediar as relações entre os negócios da empresa e a área de tecnologia da informação.

Os resultados preliminares foram divulgados pela consultoria em um comunicado à imprensa. A análise completa será liberada no início de 2014.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!