Siga o @canaltech no instagram

41% dos usuários de sites e apps de encontros enfrentam problemas com segurança

Por Redação | 27 de Novembro de 2017 às 15h17

Segundo um relatório da Kaspersky Lab, 41% das pessoas que usam algum site ou aplicativo de encontros acabam sofrendo algum tipo de incidente relacionado à segurança em seus computadores, como ter dispositivos e contas invadidos.

Um dos motivos para que isso aconteça é o excesso de informações pessoais compartilhadas por esses usuários. Ávidos por um relacionamento, eles acabam atraindo golpistas e criminosos virtuais. Ainda de acordo com o estudo, 13% desses usuários admitem fornecer dados pessoais para os parceiros em potencial depois de alguns minutos ou horas de conversa.

Entre os dados que costumam ser revelados na inocência, estão o nome completo, com 25% dos usuários admitindo compartilhar esta informação; enquanto um décimo dos entrevistados disse que já informou seu endereço residencial, além de fotos de nudez e, até mesmo, segredos comerciais.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Ainda, 15% dos usuários revelaram que, depois de um "match", acabam contando fatos vergonhosos sobre si mesmos. Então uma pessoa mal-intencionada consegue, apenas com uma boa lábia, o nome completo, endereço, informações profissionais, nudes e fatos vergonhosos sobre o usuário que está buscando um parceiro amoroso, sendo que essas informações, combinadas, podem ser usadas para explorar os usuários, seja por meio de invasões de contas de e-mail e computadores ou com extorsões.

O estudo também mostrou que 63% das pessoas que usam serviços de relacionamentos temem que seus dispositivos sejam infectados, enquanto 61% se preocupam com roubo de dados. Além disso, 55% dos usuários desses sites e apps já foram vítimas de algum tipo de ameaça, mas apenas 21% bloqueiam o acesso a seus dados pelo aplicativo, enquanto 27% usam antivírus.

Para Andrei Mochola, chefe de negócios ao consumidor da Kaspersky Lab, "da mesma forma que você não informa seu endereço e telefone a qualquer pessoa na rua ao conhecê-la, os usuários de sites de encontros precisam cuidar da segurança de seus dados e não supor que estão seguros e protegidos ali".

O estudo completo pode ser conferido aqui (em inglês).

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.