SAGE recomenda reforço de vacina da covid para quem tem sistema imune debilitado

SAGE recomenda reforço de vacina da covid para quem tem sistema imune debilitado

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 11 de Outubro de 2021 às 18h30
Lucigerma/Envato Elements

Em tempos de uma vacinação contra covid-19 já avançada em muitos países, a questão que se faz é acerca da necessidade de uma dose de reforço. E nesta segunda (11), o Grupo Consultivo Estratégico de Especialistas em Imunização (SAGE), encarregado de aconselhar a Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre vacinas e tecnologia, recomendou que pessoas com sistema imunológico enfraquecido recebam uma dose extra do imunizante que tiverem tomado.

A ocasião consistiu em uma reunião de quatro dias na semana passada para revisar as informações e dados mais recentes sobre uma variedade de vacinas para covid-19 e outras doenças. O grupo enfatizou que não estava recomendando uma dose de reforço adicional para a população em geral, que já está sendo implementada em alguns países, mas anunciou que revisaria a questão das doses gerais de reforço em 11 de novembro deste ano.

“O SAGE recomendou que pessoas moderada e gravemente imunocomprometidas deveriam receber uma dose adicional da vacina. Esses indivíduos são menos propensos a responder adequadamente à vacinação após uma série de vacinas primárias padrão e apresentam alto risco de doença covid-19 grave”, anunciou o grupo.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

(Imagem: twenty20photos/Envato)

Kate O'Brien, chefe de vacinas da OMS, disse que a dose extra deve ser considerada como parte do curso normal de imunização para pessoas com sistema imunológico mais debilitado, a ser administrada após uma espera de um a três meses. A ideia, basicamente, é elevar o nível de proteção para prevenir contra doenças graves, hospitalização e morte.

Aproveitando o ensejo, especialistas da agência de saúde da ONU também disseram que maiores de 60 anos totalmente imunizados com as vacinas Sinovac e Sinopharm, da China, deveriam receber uma terceira dose de reforço.

Fonte: Medical Xpress

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.