Por que crianças transmitem menos a covid-19? A resposta está na respiração

Por que crianças transmitem menos a covid-19? A resposta está na respiração

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 28 de Fevereiro de 2022 às 08h30
Satura/Envato

Segundo um estudo publicado na revista científica Journal of the Royal Society Interface nesta quarta (23), as crianças transmitem menos a covid-19 porque produzem cerca de quatro vezes menos partículas de aerossol que os adultos.

Segundo o artigo, conduzido pela Charité University Medicine Berlin (Alemanha), o tamanho e a forma do pulmão e do trato respiratório das crianças resultam na emissão de menos gotículas no ar enquanto respiram ou falam. Para chegar a essa afirmação, a equipe analisou 16 crianças saudáveis ​​com idades entre 8 e 10 anos, com o auxílio de um contador de partículas a laser.

Gritar é a atividade que gera mais partículas, de acordo com os pesquisadores. Cantar também gera uma quantidade maior de aerossóis, enquanto falar e respirar são as que culminam em menos gotículas. Depois de medir a quantidade produzida pelas crianças, os pesquisadores fizeram o mesmo com 16 adultos, em busca de uma comparação.

Crianças produzem quatro vezes menos aerossóis que adultos (Imagem: Izzy Park/Unsplash)

A comparação permitiu concluir que a quantidade de aerossóis produzidos durante o grito foi bem parecida entre adultos e crianças, embora nas outras atividades o público infantil gere um número bem inferior de gotículas.

Entretanto, os autores do artigo afirmam que outros fatores podem impactar diretamente a transmissão da covid-19, como o número de crianças no ambiente e a ventilação interna. Por conta disso, a conclusão geral é que mais estudos ainda são necessários até que se possa chegar a uma recomendação oficial para as escolas.

Fonte: Journal of the Royal Society Interface 

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.