Pílula que rastreia a formação de gases no intestino está em fase de testes

Por Redação | 10 de Janeiro de 2018 às 08h29
photo_camera Reprodução

Uma equipe de pesquisadores australianos, liderados por Kourosh Kalantar-Zadeh (Universidade RMIT) e Peter Gibson (Universidade Monash), desenvolveu uma pílula que, quando ingerida, monitora a formação de gases dentro do intestino humano. Você leu certo. É um dispositivo engolível para rastrear o pum.

Emparelhada com um pequeno receptor e um aplicativo de celular, a pílula transita por todo o tubo digestório e, em tempo real, transmite informações sobre as condições gasosas do intestino. "Nosso teste piloto ilustrou o importante papel potencial das cápsulas eletrônicas de detecção de gases na compreensão dos aspectos funcionais do intestino e de sua microbiota na saúde e em resposta a mudanças nos hábitos alimentares", afirmaram os pesquisadores em publicação no periódico científico Nature Electronics.

Atualmente, os autores estão criando uma empresa comercial para desenvolver e testar as cápsulas rastreadoras de pum.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Mecanismo interno da pílula que rasteia gases intestinais e seu invólucro semipermeável

A pílula tem apenas 26 milímetros de comprimento e diâmetro externo de menos de 1 centímetro. Ela é envolvida por um polímero com sensores de temperatura. Uma de suas extremidades contém uma membrana que permite a permeabilidade dos gases intestinais para que as análises sejam feitas.

Fonte: ArsTechnica

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.