Conheça o país que acoberta seus próprios casos de covid-19

Conheça o país que acoberta seus próprios casos de covid-19

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 24 de Setembro de 2021 às 13h30
kjpargeter/Freepik

Mesmo a essa altura da pandemia, alguns países afirmam a inexistência de casos de covid-19 em sua população. É o caso da Coreia do Norte, que inclusive chegou a rejeitar ofertas externas de vacinas. É também o caso do Turcomenistão. No entanto, fontes independentes sugerem que o país em questão não apenas conta com casos da doença, como atualmente experimenta sua terceira onda.

Recentemente, um rapaz de nome fictício Sayahat Kurbanov contou seu caso para o mundo: apresentava todos os sintomas da covid-19, ainda que no país não existisse nenhum outro paciente diagnosticado oficialmente com a doença. Quando Kurbanov ligou para a emergência, o médico alegou que ele estava com pneumonia. O homem chegou a fazer um teste na farmácia que apontou "positivo", e descobriu que nunca receberia uma comprovação impressa desse diagnóstico. Isso porque testes com resultado positivo não são notificados oficialmente no país.

A própria mídia do Turcomenistão já chegou a notificar casos de covid-19, como o site de notícias Turkmen.news, que apontou 60 mortes. No entanto, a população em tem medo de falar, e as autoridades simplesmente não divulgam casos de covid. Isso porque um país sem a doença é a principal propaganda do governo.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

(Imagem: Freepik/tawatchai07)

No ano passado, um diplomata turco que estava na capital do Turcomenistão, Ashgabat, chegou a ser diagnosticado com pneumonia, mas hospitais turcos e todos confirmaram que ele tinha covid-19, quando sua esposa falou os sintomas e mostrou algumas radiografias de tórax. O país só autorizou a transferência do diplomata para a Turquia depois que ele morreu. E a história fica ainda mais chocante: o corpo do diplomata foi embalsamado e os peritos não conseguiram encontrar vestígios de covid-19.

Como se não bastasse, o governo fez um alerta à população, recomendando a utilização de máscaras faciais por causa da poeira no ar, sem mencionar em momento algum, a existência de covid-19 no país.

Fonte: G1, BBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.