Governo de SP quer negociar compra de vacinas para crianças com a Pfizer

Governo de SP quer negociar compra de vacinas para crianças com a Pfizer

Por Fidel Forato | Editado por Luciana Zaramela | 17 de Dezembro de 2021 às 12h20
Garakta-Studio/Envato Elements

O governo do estado de São Paulo busca negociar a compra de vacinas contra a covid-19 para crianças, de 5 a 11 anos, com a farmacêutica norte-americana Pfizer. O uso do imunizante da Pfizer/BioNTech foi autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na quinta-feira (16).

Após a decisão, "a Secretaria da Saúde do estado de São Paulo encaminhou um ofício à empresa comunicando o interesse do Governo do Estado", informou a administração em comunicado. A empresa ainda não se posicionou sobre o interesse da administração paulista.

Por enquanto, não há um prazo oficial para o início da vacinação nacional das crianças contra a covid-19, uma vez que o Ministério da Saúde ainda não adquiriu o imunizante de uso pediátrico.

Governo de São Paulo quer negociar a compra de vacinas da Pfizer para crianças (Imagem: Reprodução/Prostock-studio/Envato Elements)

Vacinação das crianças contra a covid-19

A vacina da Pfizer para este público é diferente da administrada atualmente para adultos e adolescentes. Para o público mais novo, a concentração do imunizante é menor e cabem mais doses em um único frasco. Além disso, há diferença na cor da embalagem da Pfizer; ela é laranja para as crianças e azul para os adultos.

Dessa forma, as doses disponíveis do imunizante da Pfizer contra a covid-19 não podem ser aplicadas no público infantil, e a Anvisa também não permite a simples diluição da vacina para adultos. Para começar a imunização nas crianças, novos acordos precisarão ser firmados com a farmacêutica, o que incluirá a compra de novos lotes da fórmula adaptada.

Vale lembrar que, no estado de São Paulo, 78,3% da população com o esquema vacinal completo — duas doses ou imunizante de dose única. No total, 85,1% já inciou o processo de imunização, de acordo com dados do Vacinômetro do estado. Com o início da vacinação contra covid-19 das crianças de 5 a 11 anos, a taxa deve crescer.

Fonte: Governo de SP  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.