Cientistas recriam cena em restaurante chinês para estudar contágio da COVID-19

Por Nathan Vieira | 07 de Maio de 2020 às 14h11
Reprodução

Durante um estudo divulgado na última quarta-feira (22) no portal especializado medRxiv, cientistas chineses levantaram hipóteses sobre o contágio pelo Sars-CoV-2 no ar, e como isso se aplica a lugares fechados ou mal ventilados. O estudo em questão foi feito por pesquisadores de diferentes instituições chinesas, como a Universidade de Hong Kong e uma das divisões do Centro de Controle e Prevenção de Doenças, por exemplo.

Essa análise girou em torno de um caso ocorrido em 24 de janeiro desse ano, em que dez pessoas foram infectadas depois de comemorar o Ano Novo Chinês em um restaurante da cidade de Guangzhou. Basicamente, os cientistas acreditam que a respiração e a fala responsáveis por suspender no ar as partículas do vírus, que acabaram circulando através de um fluxo criado por um aparelho de ar-condicionado.

Nos dias 19 e 20 de março, os pesquisadores revisitaram o restaurante em questão e recriaram a cena do contágio, constatando que as três famílias que foram infectadas estavam distribuídas em mesas enfileiradas e chegaram a compartilhar a mesma zona de fluxo de ventilação estabelecida por um aparelho de ar-condicionado instalado no terceiro andar do restaurante em que elas estavam.

Cientistas recriam cena em restaurante chinês para estudar contágio da COVID-19

No dia do contágio, a pessoa que tinha sido infectada em Wuhan, cidade onde toda a questão do coronavírus começou, estava com quatro familiares. Eles testaram positivo para o vírus nas semanas seguintes. Havia 193 clientes e 57 trabalhadores nessa ocasião, apenas as nove pessoas foram contaminadas. Isso porque, de acordo com o que os cientistas descobriram, o contágio se restringiu à área das três mesas ventiladas pelo mesmo aparelho de ar-condicionado.

As três mesas com essas famílias estavam diante de uma janela, que estava fechada. Resumidamente, os cientistas responsáveis pelo estudo em questão trazem à tona os perigos que oferecem os locais fechados ou mal ventilados "Os resultados obtidos não mostram que a transmissão de aerossóis do SARS-CoV-2, o novo coronavírus, pode ocorrer em qualquer espaço fechado, mas que essa transmissão pode sim ocorrer em locais espaços fechados e mal ventilados”, conclui o estudo.

Fonte: medrxiv

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.