Barbie biomédica! Dra. que sequenciou DNA do coronavírus ganha homenagem

Barbie biomédica! Dra. que sequenciou DNA do coronavírus ganha homenagem

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 04 de Agosto de 2021 às 15h40
Divulgação/Mattel

No ano passado, pesquisadores brasileiros conseguiram sequenciar o genoma do coronavírus. E nesse grupo, estava a biomédica Jaqueline Góes de Jesus, mestre em Biotecnologia e Doutora em Patologia Humana. E nesta semana, ela foi escolhida — ao lado de outras cientistas — para ser homenageada com a boneca Barbie.

Graças ao trabalho de Jaqueline, foi possível diferenciar o vírus que infectou o paciente brasileiro do genoma identificado em Wuhan, o epicentro da epidemia na China. As amostras revelaram que este caso estava mais próximo de versões do coronavírus detectadas na Alemanha no fim de janeiro.

Antes de se envolver na pesquisa do coronavírus, a biomédica de 31 anos participou da equipe que sequenciou o genoma do vírus da zika.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Barbie homenageia cinco cientistas (Imagem: Divulgação/Mattel)

Além de Jaqueline Góes de Jesus, outras cinco cientistas também foram homenageadas com a boneca: a professora Sarah Gilbert, cocriadora da vacina AstraZeneca; Amy O'Sullivan, enfermeira do pronto-socorro que tratou o primeiro paciente com COVID-19 em Nova York; Audrey Cruz, médica de primeira linha em Las Vegas; Chika Stacy Oriuwa, psiquiatra canadense que "lutou contra o racismo sistêmico na área de saúde", de acordo com a empresa; e Kirby White, médica australiana que desenvolveu uma bata cirúrgica para trabalhadores da linha de frente.

Fonte: G1

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.