Walmart já começou a usar robôs em suas lojas, mas não dispensará funcionários

Por Redação | 27 de Outubro de 2017 às 15h23

Mais de 50 lojas do Walmart nos Estados Unidos já contam com robôs com aproximadamente 1 metro de altura trabalhando na reposição de produtos nas prateleiras, bem como identificando possíveis preços incorretos nas etiquetas. Mas a empresa garante que não dispensará funcionários por conta disso.

Robôs são extremamente úteis para realizar atividades consideradas perigosas, que produzam muita sujeira, que possam causar danos à saúde de um ser humano, ou, ainda, que exigem muita força física. Por isso, a robótica é uma tendência cada vez mais presente não somente na indústria, como também no setor de serviços.

Os robôs do Walmart contam com um braço comprido equipado com câmeras embutidas para analisar o conteúdo das prateleiras. Ao detectar algo de errado, o sistema da máquina envia essas informações a um funcionário humano, para que seja feita a reposição ou que seja colocado o preço correto do produto.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Jeremy King, CTO do Walmart nos EUA, declarou que o número de funcionários em suas lojas permanecerá igual mesmo com a chegada dos robôs auxiliares. A investida em funcionários robóticos mostra que a rede varejista não está de braços cruzados somente observando o crescimento da Amazon, por exemplo, que também tem seus interesses em robôs para executar tarefas a fim de aprimorar sua eficiência.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.