Sucesso no Japão, robô 'Pepper', da SoftBank, deve chegar aos EUA em breve

Por Redação | 22 de Maio de 2016 às 14h51

No final do ano passado, a operadora telefônica japonesa SoftBank anunciou o Pepper, um robô humanoide capaz de identificar e expressar emoções. O robozinho foi um sucesso no Japão e as mil unidades do modelo disponibilizadas nos EUA venderam em apenas um minuto.

Do outro lado do mundo, o Pepper é utilizado para receber visitas em ambientes comerciais, sendo capaz de responder perguntas e tirar dúvidas sobre diversos assuntos. É como se ele fosse um recepcionista eletrônico. De alguns anos para cá, o mercado japonês aprendeu que utilizar esse tipo de robô de personalidade simpática e capaz de interagir com humanos acaba atraindo mais público para suas instalações. Dessa forma, o Pepper funciona também como uma jogada de marketing para os negócios.

Pepper Softbank

O Pepper também conta com uma tela touchscreen de 9,7 polegadas para ajudá-lo a interagir com seres humanos (Imagem/Reprod.: JapanTimes)

A novidade é que, agora, para introduzi-lo permanentemente no ocidente, a SoftBank anunciou que irá adicionar suporte a aplicativos Android no robô. Com isso, será possível desenvolver apps capazes de controlar todos os movimentos do Pepper e também fazer uso dos sensores presentes em seu corpo. O anúncio foi feito nesta semana durante o segundo dia de apresentações do Google I/O 2016, evento que revela as novidades da gigante de Mountain View para o restante do ano.

Lançado oficialmente na CES 2015, o sofisticado humanoide já era dotado de uma capacidade computacional superior porque utiliza a inteligência artificial Watson desenvolvida pela IBM. Por causa disso, o Pepper foi anunciado como o robô mais inteligente do mundo dentre aqueles que são vendidos abertamente ao público.

Abaixo, você pode conferir o vídeo exibido pela SoftBank no lançamento do robozinho. Nele, a companhia demonstra as capacidades do Pepper de entender e expressar emoções.

A operadora nipônica afirmou que o robô deve chegar oficialmente ao mercado norte-americano no final deste ano e que os desenvolvedores interessados poderão trabalhar com o já existente Android Studio, a plataforma de desenvolvimento padrão para aplicativos do SO. Embora não tenha disponibilidade no Brasil, quem quiser comprar o simpático humanoide pode tentar importá-lo dos EUA pelo preço sugerido de US$ 1.900 - cerca de R$ 6.796, sem taxas e custos de importação.

Via: The Next Web

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.