Stephen Hawking diz que robôs podem superar a raça humana em 100 anos

Por Redação | 18 de Maio de 2015 às 08h56

A inserção de máquinas e robôs em nosso cotidiano já está ultrapassando os limites da ficção científica. Quem está atento a isso é o físico Stephen Hawking, que afirmou acreditar na possibilidade da tecnologia superar a raça humana.

A declaração aconteceu na Conferência Zeitgeist, em Londres. "Computadores irão superar a raça humana através da inteligência artificial em algum momento nos próximos 100 anos. Quando isso acontecer, precisamos ter certeza que compartilhamos do mesmo interesse", afirmou.

Hawking já falou sobre o assunto recentemente, quando alertou as pessoas sobre essa chance de extinção dos seres humanos. Ele acredita que os robôs podem se tornar não só mais inteligentes, como mais fortes do que nós, com o risco de sair do controle. "Esse processo pode ser disparado por conta própria e se reformular a um ritmo cada vez maior. Os seres humanos, limitados pela evolução biológica, são incapazes de competir e podem ser suplantados", comentou Hawking.

Elon Musk, CEO da Tesla Motors e da SpaceX, diz concordar com o físico. Para ele, a inteligência artificial e a pesquisa direcionada a ela são ameaças diretas à humanidade. "Acredito que deveríamos ser muito mais cuidadosos a respeito da inteligência artificial. Se eu tivesse que dar um palpite sobre a nossa maior ameaça existencial, provavelmente seria que, através da IA, estaríamos invocando o demônio", diz Musk.

A inteligência artificial não está somente no ramo das grandes máquinas e robôs, mas também como em nossos smartphones, computadores, entre outras tecnologias. Com as declarações de Musk e Hawking, as pesquisas do ramo podem acabar sendo interrompidas.

Fonte: IDG Now

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.