Robôs fazem as primeiras cirurgias oculares do mundo

Por Redação | 09.05.2017 às 08:51

Durante o encontro anual da Associação de Pesquisa em Visão e Oftalmologia, que aconteceu nesta segunda-feira (8) em Baltimore, Maryland, pesquisadores apresentaram os resultados de um estudo que utilizou robôs operados remotamente para realizar cirurgias oculares. Os protótipos foram capazes de alcançar melhores resultados do que os métodos tradicionais, mostrando um pouco do que pode ser o futuro da medicina.

Para realizar o estudo, os pesquisadores recrutaram 12 pacientes com necessidades de cirurgias retinianas. Destes, seis foram submetidos a operações com cirurgiões-robôs, enquanto a outra metade foi tratada utilizando abordagens tradicionais. De acordo com os resultados divulgados, dos seis pacientes que passaram por procedimentos com humanos, cinco apresentaram micro-hemorragia retiniana. Por outro lado, o grupo que recebeu assistência das máquinas registrou apenas dois casos de sangramento.

Apesar do feito gerar certa desconfiança nos que acreditam que tudo isso deveria ficar nas histórias de ficção científica, os resultados mostram que, definitivamente, os robôs podem ser incrivelmente úteis para os seres humanos. Os protótipos podem operar com mãos estáveis, o que é extremamente benéfico para tratamentos clínicos que exigem precisão. É claro que ainda é cedo para falar sobre o uso de máquinas em cirurgias de risco, mas essa notícia pode ser o início da revolução tecnológica à saúde.

Via Futurism