NVIDA desenvolve IA capaz de reconstruir fotos sem referencial

Por Redação | 10 de Julho de 2018 às 18h13
Tudo sobre

Nvidia

Um estudo conjunto realizado pela NVIDIA, pelo MIT e pela Universidade de Aalto conseguiu encontrar uma forma de recuperar fotografias sem precisar utilizar uma versão limpa da foto alvo. Em outras palavras, a nova IA consegue reconstruir a foto sem nunca ter visto a imagem original.

O resultado foi obtido por meio de um aprendizado de máquina específico identificado como deep learning. Trabalhando com modelagens de alto nível e com várias camadas de processamento, os pesquisadores puderam treinar a IA para que consertasse imagens com diversas formas de “ruídos”, incluindo fotos pixelizadas, com distorções variadas ou mesmo sobrepostas por texto (conforme mostra o vídeo abaixo). O processo leva apenas alguns milissegundos e, não raro, produziu resultados mais nítidos do que os da imagem original.

Embora esforços semelhantes já tenham conseguido, por exemplo, reconstruir fotografias em que faltassem traços faciais, a criação da NVIDIA e do MIT é a primeira capaz de produzir uma imagem limpa exclusivamente a partir de dados corrompidos – ou de duas fotos igualmente manchadas ou de baixa resolução.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Apesar de ter aplicação potencial em diversos campos, a nova inteligência artificial deve encontrar aplicação imediata na medicina diagnóstica. Por exemplo, para tornar mais nítidas imagens providas por exames de ressonância magnética.

Fonte: NVIDIA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.