Estudo estima que Brasil terá mais de 18 milhões de robôs industriais até 2017

Por Redação | 14 de Maio de 2015 às 08h16
photo_camera Divulgação

O constante avanço do mercado da tecnologia promete uma revolução industrial em que as máquinas serão capazes de comunicar entre si para executar diferentes funções. Segundo dados da Federação Internacional de Robótica (IFR), atualmente existem aproximadamente 10 mil robôs industriais operando no Brasil, com previsão de aumento de quase o dobro, 18 mil, em cerca de dois anos.

A pesquisa também mostra que, em 2014, cerca de 225 mil unidades de robôs industriais foram vendidos no mundo todo, sendo um aumento de 23% em relação ao ano anterior. Com esses números é possível enxergar a transformação do cenário, como já acontece nos Estados Unidos, que vem passando por essa reindustrialização. Eles ainda consideram a retomada da produção que havia migrado para plantas fabris localizadas na Ásia.

Agora, as novas fábricas instaladas são modernas e automatizadas, ou seja, uma planta que empregava duas mil pessoas na China, conta apenas com 20 engenheiros nos Estados Unidos responsáveis por apenas apertar os botões e monitorar os robôs.

A estimativa é que existirão 200 bilhões de aparelhos conectados na internet até 2020. O CEO do Google, Eric Schmidt, diz que "existirão tantos sensores e dispositivos ligados que as pessoas nem perceberão que esses aparelhos lhes cercarão". Acredita-se também que este ambiente dominado pela tecnologia deve impactar profundamente a vida moderna em diversos aspectos, inclusive se assemelhando à ficção científica.

Softwares, robôs, drones e outras tecnologias devem substituir cerca de um terço da mão de obra humana até o ano de 2025. Para o diretor de pesquisas do Gartner, Peter Sondegaard, a tecnologia deve substituir uma variedade de funções, tanto braçais quanto intelectuais, que se tornarão padrão em diversas indústrias como a agricultura, óleo, gás, entre outros.

Robôs no Brasil

Para junho deste ano, a Equipe de Robótica da Universidade Federal do Espírito Santo (ERUS) vai promover um torneio relacionado à prática de robótica. Veículos autônomos terrestres, também conhecidos como UGV (Unmaned Ground Vehicles), serão produzidos para realizar os desafios, além de se adaptar a possíveis falhas no ambiente.

Via: IDG Now

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.