Exército norte-americano está desenvolvendo novo sistema para drones de bolso

Por Redação | 01.08.2014 às 06:35
photo_camera Richard Watt/MOD

Pesquisadores do exército dos Estados Unidos baseados no centro de pesquisa, desenvolvimento e engenharia Natick Soldier (NSRDEC), em Maryland, estão desenvolvendo um novo sistema de reconhecimento e vigilância aérea.

De acordo com a página do exército norte-americano, o programa foi apelidado de Cargo Pocket Intelligence, Surveillance and Reconnaissance (CP-ISR) e tem o objetivo de auxiliar soldados e pequenas unidades operacionais em situações complicadas em solo, através da visualização em tempo real do ambiente ao seu redor.

Drones de reconhecimento aéreo panorâmico (ISR) já são utilizados há mais de uma década para auxiliar tropas em solo, mas até agora nenhum foi capaz de entregar as imagens diretamente para a unidade de situações "próximas ao chão" - como o que está atrás de uma esquina, ou dentro de um edifício, por exemplo.

Esta será uma das atribuições desse drone portátil, que também poderá ser usado em situações onde a visão aérea ISR não pode ajudar, como em florestas fechadas.

Para abrigar a tecnologia CP-ISR, os engenheiros do NSRDEC estão testando drones de bolso pré-existentes, como o PD-100 Black Hornet, da empresa norueguesa Prox Dynamics.

Pesando apenas 16 gramas, o drone é capaz de voar até 20 minutos por controle remoto e navegação GPS, fornecendo imagens em tempo real por meio de três câmeras.

Entre as modificações realizadas no PD-100 Black Hornet está uma padronização do link digital para o utilizado pelo exército norte-americano. Além disso, serão integrados sistemas para imagens em baixa luz, permitindo a operação noturna ou em ambientes fechados.