ZTE tem perda líquida de US$ 1,1 bilhão, mas deve se recuperar no 3º trimestre

Por Ares Saturno | 30 de Agosto de 2018 às 21h10
Tudo sobre

Saiba tudo sobre ZTE Axon 9 Pro

Ficha técnica

O ano de 2018 foi marcado por sanções e muita disputa entre a ZTE e o governo estadunidense de Donald Trump, após a fabricante de smartphones ser acusada de quebrar os embargos comerciais impostos à Coreia do Norte e ao Irã pelos EUA. Após o pagamento de US$ 1,4 bilhão em multas, em julho, foram registrados os piores resultados financeiros na história da empresa, que teve perda líquida de US$ 1,1 bilhão.

Apesar do mau desempenho no primeiro semestre de 2018, a empresa ainda tem boas chances de conseguir registrar lucro líquido entre US$ 3,54 milhões e US$ 146,4 milhões neste terceiro trimestre de 2018. Os pedidos de produção já se normalizaram e o novo carro-chefe da fabricante, o Axon 9 Pro, anunciado nesta quinta-feira (30) na IFA 2018, deve chegar ao mercado europeu em outubro.

A empresa também guarda uma carta na manga para esse momento de recuperação: os investimentos na tecnologia 5G. A ZTE se prepara para desenvolver dispositivos que ofereçam suporte à inovação, de forma a potencializar o crescimento projetado.

Fonte: GSM Arena

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.