TOTVS diminui receita, mas cresce no SaaS em 2016

Por Redação | 22 de Fevereiro de 2017 às 20h29
photo_camera Divulgação

A TOTVS, empresa brasileira especializada no segmento de softwares de gestão, anunciou seus resultados referentes ao quarto trimestre de 2016 e números consolidados do ano. Apesar do crescimento em algumas áreas como o software como serviço (SaaS), a empresa teve queda em sua receita.

A empresa fechou 2016 com receita líquida total de R$ 2,2 bilhões, redução de 3,5% sobre 2015. As operações internacionais mantiveram sua representatividade em 4,0% da receita líquida em 2016.

De acordo com a companhia, o grande destaque do período foi a transição do modelo de licenciamento para o de subscrição de software da companhia. Essa mudança resultou no aumento de 21,4% da receita de subscrição, comparada a 2015, somando R$ 229,2 milhões.

Para a TOTVS, a evolução do modelo de software como serviço contribuiu para a estabilidade da receita de software no ano, com a conquista de mais de 4 mil novos clientes nesse modelo. A receita de software somou R$ 1,25 bilhão em 2016, 8,9% acima do registrado no ano anterior.

Certa do modelo, a companhia divulga projeção (guidance) de aumentar em 30% a receita líquida de subscrição de software no exercício de 2017, totalizando R$ 298 milhões ou mais. A expectativa baseia-se no crescimento das vendas de TOTVS Intera, das soluções Fly01 para microempresas e de Bemacash, solução de negócio que combina software de gestão Fly01 com soluções de hardware de automação e fiscais da Bematech.

O EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado de 2016 totalizou R$ 359 milhões, ante R$ 457 milhões em 2015, e a margem EBITDA Ajustada foi de 16,4%, ante 20,2% em 2015. Para o final de 2017, a empresa prevê EBITDA entre R$ 359 milhões e R$ 395 milhões, com crescimento entre 0% e 10%, respectivamente, sobre o ano anterior.

De acordo com Laércio Cosentino (foto), CEO da TOTVS, a companhia continuará sua investida em se tornar uma empresa de software via serviço, promovendo a transformação digital nos clientes por meio de soluções de negócio especializadas, plataformas digitais, infraestrutura em nuvem, mobilidade e Internet das Coisas.

"A evolução da subscrição observada nos últimos 18 meses, combinada com os investimentos realizados pela companhia e as oportunidades do mercado brasileiro, nos trazem a confiança de que estamos no caminho certo para a retomada do crescimento e da lucratividade da TOTVS em 2017”, destaca Cosentino.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.