Tesla deixa Wall Street de queixo caído com seu relatório trimestral

Por Redação | 26.10.2016 às 19:54

A Tesla acaba de divulgar seus números referentes ao último fechamento trimestral e surpreende os analistas de mercado: com uma ampla margem de lucro, a companhia consquistou ganhos de US$ 0,71 por ação e obteve receita de incríveis US$ 2,3 bilhões. Segundo a Thomson Reuters, os analistas esperavam uma perda de US$ 0,54 por ação, sobre apenas US$ 1,98 bilhão em receita.

O voo alto das ações (que inclusive continuaram em alta no after hours) da companhia de Elon Musk resultou no segundo trimestre de lucros da empresa. Aliás, o aumento na produção de novos veículos somado ao à crescente eficiência das lojas e à abertura de novos pontos de venda foram os principais fatores que alavancaram as finanças da empresa no mercado neste último trimestre.

"Ao mesmo tempo, vamos continuar a pavimentar o caminho para crescer ainda mais no futuro", revelou a companhia em carta aberta. "A construção da "Gigafábrica" e o desenvolvimento do Model 3 continuam nos planos para darmos conta da produção e das entregas das primeiras unidades, que serão no segundo semestre de 2017. Enquanto isso, os resultados de nossos esforços para revolucionar a indústria solar serão demonstrados na nossa apresentação de produtos em parceria com a SolarCity, em 28 de outubro".

E a empresa segue impressionando no quesito inovação. "Na semana passada, anunciamos que o novos veículos Tesla terão todo o hardware necessário para serem autônomos", lembrou a empresa na carta. "Esse recurso também estará em cada Model 3". Vale lembrar que, nos Estados Unidos, cada Model 3 sairá pelo preço de US$ 35 mil. A ideia é produzir 500 mil carros anualmente a partir de 2018.

Musk, que além de CEO da Tesla também é chairman da SolarCity, revelou que vai fornecer mais detalhes financeiros sobre a aquisição da empresa de tecnologia solar no início de novembro.

Via Reuters e BGR