Snapchat apresenta crescimento contínuo em seu mais recente relatório fiscal

Por Rafael Rodrigues da Silva | 22 de Outubro de 2019 às 20h50
Snapchat
Tudo sobre

Snapchat

Saiba tudo sobre Snapchat

Ver mais

Nesta terça-feira (22), a Snap (dona do Snapchat) divulgou seus resultados financeiros do terceiro trimestre de 2019, e a empresa continua em ascensão: com a adição de 7 milhões de usuários, o aplicativo atingiu um total de 210 milhões de usuários ativos, o que é um aumento de 13% em relação ao mesmo período do ano passado. Isso ajudou a empresa a conseguir uma receita de US$ 446 milhões, o que é 50% maior do que a receita do mesmo período no ano passado.

Esses números ultrapassaram as expectativas de Wall Street, pois analistas esperavam que a empresa fosse fechar o trimestre com uma receita de US$ 437,9 milhões. Esse resultado acima das expectativas ajudou a diminuir ainda mais as perdas da empresa, que fechou o semestre operando com uma dívida de US$ 227 milhões - US$ 28 milhões a menos do que no segundo trimestre deste ano. Em comparação com o terceiro trimestre do ano passado, essa diminuição da dívida é ainda maior, pois na época ela era US$ 98 milhões maior do que agora.

Assim, as ações da Snap fecharam o dia em US$ 14 por papel, o que ainda está abaixo dos US$ 17 que a empresa conseguiu durante seu IPO, mas mostram um enorme avanço neste ano, já que em dezembro do ano passado essas ações chegaram a custar US$ 4,99 por papel.

Um dos principais motivos para esse crescimento é o sucesso da nova versão Android do aplicativo em mercados como Ásia e América do Sul, de onde vieram 71% dos 7 milhões de novos usuários da plataforma. O problema com esse tipo de crescimento é que a receita desses regiões (uma média de US$ 1,01 por usuário) é bem menor do que em regiões como Estados Unidos e Europa, e por isso a empresa precisa encontrar meios de aumentar o seu crescimento nessas duas regiões se quiser realmente ter lucro.

Entre as funções que mais foram usadas pelos usuários, a empresa aponta o Stories e o Discover. Enquanto os números do Discover são mais impressionantes, pois apresentou um crescimento de 40% em relação ao ano passado e é a função que mais diferencia o Snapchat de outros aplicativos, a informação que mais deixou os investidores felizes foi um aumento do uso da função Stories. Isso porque, desde que ela foi copiada por apps como Instagram, só vinha apresentando queda no uso, e a mudança dessa tendência é uma ótima notícia, pois essa função é onde os usuários irão assistir à maior parte dos anúncios e, portanto, tem uma maior importância para as receitas da empresa.

A Snap também revelou qual é a sua expectativa para o quarto trimestre, e as estimativas apontam fechar o período com cerca de 215 milhões de usuários ativos e uma receita entre US$ 540 milhões e US$ 560 milhões.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.