Resultados financeiros do Facebook superam as estimativas dos analistas

Por Redação | 29.07.2015 às 21:17

Nesta quarta-feira (29), o Facebook divulgou os seus resultados financeiros referentes ao segundo trimestre de 2015. A empresa superou as estimativas dos analistas de Wall Street em quase todas as métricas apresentadas.

A rede social de Mark Zuckerberg disse que seus lucros do último trimestre foram de US$ 0,50 por ação em uma receita de US$ 4,04 bilhões. Os analistas haviam previsto que a empresa iria apresentar ganhos de US$ 0,47 por ação em uma receita de US$ 3,99 bilhões. Apesar dos números otimistas, as ações da empresa caíram cerca de 5% no after-hours logo após o anúncio dos resultados do período.

Em linhas gerais, o trimestre foi ótimo para o Facebook em praticamente todos os aspectos financeiros. A rede social disse que viu seu número de usuários mensais ativos subir para 1,49 bilhão em junho, com 1,31 bilhão de usuários mensais ativos usando o serviço por meio de smartphones. Os analistas esperavam que esse número ficasse em torno de 1,48 bilhão, com 1,29 bilhão de usuários mobile.

A média de usuários diários do Facebook ficou em 968 milhões, superando as expectativas dos analistas, de cerca de 960 milhões. Já o engajamento médio dos usuários na rede social foi de 46 minutos por dia. A empresa também anunciou que registrou apenas US$ 549 milhões em despesas de capital no trimestre, enquanto os analistas esperavam gastos equivalentes a US$ 702,6 milhões.

Os analistas também erraram os números referentes à receita gerada por publicidade na rede social, que fecharam em US$ 3,83 bilhões perante a previsão de US$ 3,78 bilhões. Esse número representou um aumento de 43% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O Facebook disse ainda que sua receita média por usuário (da sigla em inglês ARPU) foi de US$ 2,76, com um ARPU de publicidade de US$ 2,61. Ambos os valores também superam as expectativas de Wall Street de US$ 2,70 e US$ 2,53, respectivamente.

O gigante da mídia social disse que sua receita de publicidade móvel representou cerca de 76% de sua receita publicitária total no trimestre. Durante o mesmo período do ano passado, anúncios para celulares representaram apenas 62% do total das receitas de publicidade da companhia.

"As pessoas estão gastando mais tempo em seus dispositivos móveis e em aplicativos do Facebook", disse a diretora de operações do Facebook, Sheryl Sandberg, acrescentando ainda que a empresa obtém mais de 1 em cada 5 minutos gastos em smartphones nos Estados Unidos. "Acreditamos que temos o produto de melhor desempenho de anúncios para celular do mercado".

Aplicativos “extras”

Outros aplicativos que pertencem ao Facebook, como Instagram, WhatsApp e Messenger, também estão se saindo muito bem. Em relação ao Instagram, atualmente a empresa de Mark Zuckerberg está focada em aumentar a quantidade de usuários da rede social, que já ultrapassam a marca de 300 milhões. A empresa diz que ainda vai levar algum tempo até que o Instagram faça uma "contribuição significativa" para os seus resultados.

Já o app do Facebook Messenger já tem mais de 700 milhões de usuários, enquanto o WhatsApp tem mais de 800 milhões. A empresa alega que seu principal objetivo atualmente é manter a qualidade desses serviços e oferecer uma "grande experiência para seus usuários".

Via CNBC