Resultados financeiros do Facebook superam as estimativas dos analistas

Por Redação | 29 de Julho de 2015 às 21h17
TUDO SOBRE

Facebook

Nesta quarta-feira (29), o Facebook divulgou os seus resultados financeiros referentes ao segundo trimestre de 2015. A empresa superou as estimativas dos analistas de Wall Street em quase todas as métricas apresentadas.

A rede social de Mark Zuckerberg disse que seus lucros do último trimestre foram de US$ 0,50 por ação em uma receita de US$ 4,04 bilhões. Os analistas haviam previsto que a empresa iria apresentar ganhos de US$ 0,47 por ação em uma receita de US$ 3,99 bilhões. Apesar dos números otimistas, as ações da empresa caíram cerca de 5% no after-hours logo após o anúncio dos resultados do período.

Em linhas gerais, o trimestre foi ótimo para o Facebook em praticamente todos os aspectos financeiros. A rede social disse que viu seu número de usuários mensais ativos subir para 1,49 bilhão em junho, com 1,31 bilhão de usuários mensais ativos usando o serviço por meio de smartphones. Os analistas esperavam que esse número ficasse em torno de 1,48 bilhão, com 1,29 bilhão de usuários mobile.

PECHINCHAS, CUPONS, COISAS GRÁTIS? Participe do nosso GRUPO DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A média de usuários diários do Facebook ficou em 968 milhões, superando as expectativas dos analistas, de cerca de 960 milhões. Já o engajamento médio dos usuários na rede social foi de 46 minutos por dia. A empresa também anunciou que registrou apenas US$ 549 milhões em despesas de capital no trimestre, enquanto os analistas esperavam gastos equivalentes a US$ 702,6 milhões.

Os analistas também erraram os números referentes à receita gerada por publicidade na rede social, que fecharam em US$ 3,83 bilhões perante a previsão de US$ 3,78 bilhões. Esse número representou um aumento de 43% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O Facebook disse ainda que sua receita média por usuário (da sigla em inglês ARPU) foi de US$ 2,76, com um ARPU de publicidade de US$ 2,61. Ambos os valores também superam as expectativas de Wall Street de US$ 2,70 e US$ 2,53, respectivamente.

O gigante da mídia social disse que sua receita de publicidade móvel representou cerca de 76% de sua receita publicitária total no trimestre. Durante o mesmo período do ano passado, anúncios para celulares representaram apenas 62% do total das receitas de publicidade da companhia.

"As pessoas estão gastando mais tempo em seus dispositivos móveis e em aplicativos do Facebook", disse a diretora de operações do Facebook, Sheryl Sandberg, acrescentando ainda que a empresa obtém mais de 1 em cada 5 minutos gastos em smartphones nos Estados Unidos. "Acreditamos que temos o produto de melhor desempenho de anúncios para celular do mercado".

Aplicativos “extras”

Outros aplicativos que pertencem ao Facebook, como Instagram, WhatsApp e Messenger, também estão se saindo muito bem. Em relação ao Instagram, atualmente a empresa de Mark Zuckerberg está focada em aumentar a quantidade de usuários da rede social, que já ultrapassam a marca de 300 milhões. A empresa diz que ainda vai levar algum tempo até que o Instagram faça uma "contribuição significativa" para os seus resultados.

Já o app do Facebook Messenger já tem mais de 700 milhões de usuários, enquanto o WhatsApp tem mais de 800 milhões. A empresa alega que seu principal objetivo atualmente é manter a qualidade desses serviços e oferecer uma "grande experiência para seus usuários".

Fonte: CNBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.