Netflix cresce no 2º trimestre e planeja investir mais em produções originais

Por Ares Saturno | 16 de Julho de 2018 às 14h07
Tudo sobre

Netflix

A Netflix acaba de divulgar, nesta segunda-feira (16), seus resultados do segundo trimestre de 2018. Em abril, a empresa mostrou aumento anual de 40%, deixando a companhia avaliada em US$ 3,7 bilhões. O crescimento se deve aos novos assinantes, principalmente fora dos EUA, onde a empresa conseguiu aumentos de 42% anuais, apesar das preocupações com a saturação do mercado doméstico.

De acordo com os números publicados em abril, a Netflix obteve novas assinaturas de cerca de 1,2 milhão de lares estadunidenses e 5,9 milhões de novos usuários em todo o mundo. Analistas esperam que os números continuem nessa mesma ordem para as assinaturas registradas neste trimestre. Ao total, a Netflix possui 57 milhões de assinantes nos EUA e 125 milhões no mundo. "O debate a partir daqui está centrado na habilidade da Netflix de conduzir esse nível de taxa de adesão e retornos globais que construiu nos Estados Unidos", comentou, em nota, um analista do banco Morgan Stanley.

Além da estagnação quanto aos assinantes mensais, há também a preocupação com a concorrência que oferece serviços semelhantes, como os da Amazon e da Disney, além do Hulu que, como a Netflix, tem investido cada vez mais na produção de conteúdos próprios, tal qual acontece com a HBO. A fim de criar vantagem sobre essas empresas, cabe à Netflix investir em conteúdo próprio como forma de garantir a permanência dos usuários em sua plataforma.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A empresa dispõe de US$ 13 bilhões para gastar com suas produções originais e a meta é investir 85% desse valor em seus produtos, como La Casa de Papel, 13 Reasons Why e outras séries e filmes originais. A fórmula tem se provado acertada para a empresa, que recebeu 112 indicações para o Emmy, deixando a HBO em segundo plano após 18 anos liderando as apostas para o prêmio mais importante da televisão estadunidense.

Fonte: Exame

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.