Microsoft apresenta resultados financeiros positivos em quase todos os segmentos

Por Natalie Rosa | 27 de Abril de 2018 às 11h56
photo_camera Reprodução

Resultados financeiros divulgados pela Microsoft nesta quinta-feira (26) mostram um saldo positivo ao fim do terceiro trimestre fiscal, apresentando crescimento na maioria dos seus setores.

No geral, a Microsoft registrou receita de US$ 26,8 bilhões no primeiro trimestre deste ano, o que representa uma alta de 16% em relação ao mesmo período do ano passado, quando bateu a marca de US$ 23,2 bilhões. Além disso, a empresa registrou lucro líquido de US$ 7,4 bilhões, número bastante acima do apresentado no mesmo período de 2017, quando registrou US$ 5,5 bilhões.

Em relação à plataforma de nuvem Azure, o aumento registrado é de 93% ano a ano, enquanto as vendas do segmento de produtividade e processos de negócios, que inclui o Office, subiram em 17%, chegando a US$ 9 bilhões.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Apesar dos bons resultados gerais, o relatório financeiro da companhia encabeçada por Satya Nadella mostra que houve retração de 8% nas receitas oriundas da venda de PCs para o público consumidor. Na contramão disso, o negócio de computadores para o público corporativo apresentou alta de 11% no período. Quem também apresentou bons números foram os produtos da linha Surface, que passou por dificuldade no primeiro trimestre do ano passado, mas já se recuperou com crescimento de 32%, passando de US$ 831 milhões para US$ 1,1 bilhão.

O LinkedIn, adquirido pela Microsoft em 2016, também continua apresentando crescimento, registrando US$ 1,3 bilhão em receita durante o último trimestre, contra US$ 976 milhões apresentados no mesmo período no ano passado.

Sobre o Xbox Live, a receita aumentou em 18% devido às vendas de software e ao crescimento dos serviços do Xbox. O Dynamics 365, grupo de aplicativos de negócios da companhia, vem crescendo ano a ano em 65%.

Fonte: Venture Beat

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.