Lucro da Samsung pode cair mais de 50% no segundo trimestre de 2019

Por Wagner Wakka | 05 de Julho de 2019 às 12h39
Samsung
Tudo sobre

Samsung

Saiba tudo sobre Samsung

Ver mais

O lucro operacional da Samsung pode cair pela metade, de acordo com estimativa referente ao segundo trimestre de 2019 publicada pela própria sul-coreana nesta sexta-feira (5). O documento indica que o lucro operacional no período deve ser 56% menor no comparativo ano-a-ano. Caso isso se confirme, este será o terceiro trimestre consecutivo em que a Samsung reporta queda no lucro operacional.

Segundo o documento, o lucro será na casa de 6,5 trilhões de wons coreanos. No mesmo trimestre do ano passado, foram 14,8 trilhões de wons coreanos. A perspectiva ainda é melhor do que a do trimestre passado, quando a companhia registrou 6,2 trilhões.

Em termos de vendas, contudo, o número não é tão díspar. A perspectiva de vendas totais da Samsung é de 56 trilhões de wons coreanos, contra um total de 58 trilhões do ano passado.

Os motivos para isso podem ser o aumento de venda de aparelhos intermediários e de entrada, em detrimento dos produtos topo de linha da companhia. Isso permitiu que os números de unidades vendidas não fosse tão abaixo, mas que os lucros operacionais acabassem em queda.

Outro problema da Samsung foi o embargo norte-americano contra a Huawei. A sul-coreana vende peças para a fabricante chinesa, relacionamento que foi abalado por conta de pressão norte-americana.

Um terceiro problema teria sido no setor de semicondutores. Segundo especialistas consultados pela CNBC, o mercado de memórias RAM e armazenamento interno passou por um momento de queda generalizada na demanda, reduzindo os preços dos produtos. A expectativa é de que o setor se recupere somente em meados de 2020, por conta da quantidade de estoques de aparelhos.

Alívio

A Samsung ainda contou com um respiro nas receitas por conta da Apple. A gigante norte-americana tinha uma multa a acertar com a sul-coreana, no valor de 800 bilhões de wons. O motivo é um contrato entre as duas, no qual a Apple teria aceitado comprar um número mínimo de 100 milhões telas da Samsung Displays, o que não aconteceu.

Fonte: SamsungCNBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.