Como a Microsoft está fazendo dinheiro? Veja o faturamento de cada produto

Por Redação | 03 de Agosto de 2016 às 20h21

Em julho, a Microsoft anunciou que teve lucro de US$ 16,8 bilhões no período entre julho de 2015 e junho de 2016 em seu relatório fiscal. Esse é um documento que traz bastante informações, mas, por vezes, é difícil fazer certos recortes nos números da companhia.

No entanto, para a SEC, órgão análogo à Comissão de Valores Mobiliário no Brasil, a empresa distribui informações mais compartimentadas, que permitem avaliar o quanto cada linha de produto contribui para o faturamento.

A linha Office é a campeã nesse quesito, tendo levantado US$ 23,6 bilhões em vendas no ano fiscal 2015/2016. No entanto, os produtos de servidor e ferramentas, que incluem as plataformas de computação em nuvem, estão crescendo, e chegaram a US$ 19,2 bilhões, ante os US$ 18,6 bilhões do ano anterior.

O Windows, quem diria, está apenas em terceiro lugar, com US$ 14,7 bilhões, já com os US$ 6,6 bilhões das vendas do Windows 10. Isso representa uma pequena queda em relação ao ano fiscal de 2014/2015, em que o sistema operacional arrecadou US$ 14,8 bilhões.

Faturamento Microsoft

Gráfico da GeekWire mostra evolução da receita de cada linha de produto

Para o site GeekWire, a tendência mostra uma transição da Microsoft para as tecnologias de nuvem, com a subida da plataforma Azure e dos serviços de assinatura do Office. É claro que ter oferecido o Windows 10 de graça por um ano impactou nos rendimentos de seu setor, mas o futuro não parece tão brilhante, já que as vendas de PCs novos, sua principal fonte de renda, estão caindo a cada ano. Em 2016, a queda esperada é de 7,3%.

Com 350 milhões de dispositivos ativos, a versão 10 teve a adoção mais rápida entre os Windows, segundo a Microsoft. Mais um vez, ter oferecido o upgrade de graça ajudou na transição. Com isso, a edição mais recente está em 21,13% dos computadores com Windows, contra 9,89% dos que ainda estão rodando o Windows 8 ou 8.1. A versão 7 ainda é a campeã, e está presente em mais de 47% das máquinas, de acordo com o NetMarketShare.

O setor do Xbox também tem números positivos: US$ 9,4 bilhões, graças à performance da rede Xbox Live com receitas de assinatura e compra de jogos e conteúdos adicionais. Um dos produtos que mais estão crescendo são os anúncios no Bing, que já geram receita de US$ 6,1 bilhões. Por fim, os negócios de celular afundaram, e hoje arrecadam apenas US$ 5,86 bilhões.

Fonte: GeekWire e SEC

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.