Vivo apresenta lucro 179,3% superior ao primeiro trimestre de 2015

Por Redação | 28.04.2016 às 17:51

A operadora de telecomunicações Vivo divulgou o balanço financeiro do 1° trimestre de 2016. De acordo com o relatório, o resultado foi um lucro líquido de R$ 1,2 bilhão, representando aumento de 179,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Excluindo o fator da venda das torres, esse lucro seria de R$ 879,3 bilhões.

Com o intuito de expandir a cobertura 4G no Brasil, aumentar a capacidade de rede fixa/móvel e a penetração de fibra ótica, a empresa injetou R$ 1,5 bilhão, ou seja, 14,3% da receita operacional líquida, para atender a demanda de dados.

Segundo Amos Genish, presidente e CEO da Telefônica Brasil, a sinergia com a GVT continua avançando e os resultados financeiros estão dentro do que era esperado. Além disso, o resultado aponta o crescimento de acessos nos principais serviços da empresa.

Liderança de mercado

Quando o assunto é serviço móvel, a Vivo segue à frente das concorrentes: ela atingiu 73,3 milhões de acessos nessa categoria e 23,9 milhões em operação fixa — que abrange banda larga e TV por assinatura. Assim, obtiveram aumento de 1,9% em relação a 2015. O plano pós-pago ganhou destaque com o crescimento de 8,1% no trimestre, totalizando um rendimento de 41% das adições líquidas, e um market share de 42,4%.

Líder em 4G, a companhia expandiu sua cobertura de dados, e hoje atua em 188 cidades, atingindo mais de 89 milhões de usuários. A receita de internet aumentou para 35,4% devido ao grande número de acessos de dados pós-pago e à venda de pacotes avulsos.

Mesmo com o ambiente macroeconômico não muito confiável, a variação segue positiva em 0,4%, em relação ao mesmo período do ano passado. Isso se deve ao crescimento de 22,8% da receita de dados e Serviços de Valor Agregado (SVAs), pois sua representatividade na receita líquida de serviços móveis subiu para 51,5%.

Serviços fixos

Com 7,2 milhões de clientes totalizados em março, a banda larga cresceu 3,7% em relação ao mesmo mês do ano passado. Os acessos por fibra óptica já atingem os 3,9 milhões, uma evolução de 12,7% comparado ao primeiro trimestre de 2015.

Já a TV por assinatura chegou a 1,8 milhão de assinantes em março e registrou aumento de 17,8% nos acessos premium, que oferece IPTV e DTH interativo, todos com pacotes HD.

Via: Convergência Digital