AMD tem melhor resultado financeiro trimestral em sete anos

Por Wagner Wakka | 26 de Julho de 2018 às 14h48
Divulgação
Tudo sobre

AMD

A AMD vive um bom período financeiro. A Empresa divulgou nesta quinta-feira (26) o resultado financeiro do seu segundo trimestre de 2018, registrando um dos melhores desempenhos nos últimos sete anos.

A companhia registrou uma receita de US$ 1,76 bilhão entre abril e junho deste ano. Os números surpreendem, e a empresa vinha em um excelente final de ano em 2017 e um começo de 2018 impulsionado pelo mercado de criptomoedas.

“Tivemos um excelente segundo trimestre com forte crescimento de receita, expansão de margem e nosso maior lucro líquido trimestral em sete anos ”, disse Lisa Su, presidente e CEO da AMD no relatório. “Mais importante, acreditamos que nossas apostas em tecnologia de longo prazo nos posicionam muito bem para o futuro. Estamos confiantes de que com a continuação de execução de nossos cronogramas de produtos, estamos em uma excelente trajetória para gerar ganhos de participação de mercado e lucros crescentes".

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Como fabricante de peças para computadores, principalmente placas de vídeo, a AMD vivenciou um período de alta procura para mineração de criptomoedas, ação que requer muita potência do computador para valer a pena. Logo, com a queda deste sistema monetário, a expectativa é de que a AMD também sentisse esta baixa.

Contudo, a empresa fechou o trimestre com aumento de 53% em relação ao mesmo período de 2018 e crescimento de 7% em comparação aos primeiros três meses do ano. A empresa apresenta margem bruta de 37% e renda líquida de US$ 153 milhões.

Recursos gráficos

Vale ressaltar ainda que a empresa, contudo, sentiu uma leve queda em relação a sua parte de computação e produtos gráficos. O setor registrou, no segundo trimestre. uma receita de US$ 1,09 bilhão e renda líquida de US$ 117 milhões contra a receita de US$ 1,11 bilhão e US$ 138 milhões em renda líquida do primeiro trimestre de 2018.

Entretanto, esta marca atual foi 64% maior que o montante registrado no mesmo período de 2017. O documento mostra que a grande parte da força no setor foi impulsionada pelo crescimento da linha Ryzen.

Sobe e desce

Esta leve queda em relação ao setor de produção gráfica da empresa era de se esperar, novamente, por conta da queda do mercado de criptomoedas. Contudo, o prognóstico era de que fosse um verdadeiro tombo em receita para a AMD, não somente uma pequena variação.

Empresas

No setor empresarial foi que a AMD sentiu um crescimento maior. No total, foram US$ 180 milhões a mais entre os trimestres deste ano. No primeiro, a AMD somou receita de US$ 532 milhões contra US$ 670 milhões do segundo.

Uma das surpresas foi o bom desempenho em vendas do processador EPYC para data centers. Como uma tecnologia ainda recente para ser usada em grandes centros de dados, a expectativa era de que o mercado ainda não adotasse de forma tão veloz o novo produto. Contudo, o que se percebe é que o EPYC foi um dos principais fatores que levaram a este bom desempenho no setor. O processador teve aumento de 50% em relação o primeiro trimestre deste ano.

Por fim, o relatório permite assumir que a AMD vive um excelente momento da sua economia, sendo que as projeções agora para os terceiro trimestre esperam algo na casa dos US$ 1,7 bilhão.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.