Venda de computadores pessoais impulsiona crescimento da receita da HP

Por Redação | 21 de Agosto de 2014 às 12h48
Tudo sobre

HP

A Hewlett-Packard divulgou sua receita trimestral com uma surpresa positiva: a empresa cresceu mais que o esperado graças à divisão de computadores pessoais que teve um salto de 12% nas vendas. Enquanto isso, outras divisões da HP continuam estáveis ou em queda, mostrando a difícil retomada dos bons resultados da empresa.

As vendas da HP subiram apenas 1% no período, indo para US$ 27,6 bilhões no terceiro trimestre fiscal, frente aos US$ 27,2 bilhões de um ano antes. Segundo o site Exame, analistas de Wall Street previam um recuo na receita da empresa para US$ 27,01 bilhões.

A HP está passando por uma reformulação com o objetivo de reduzir custos e se reorientar buscando negócios com maiores margens, como infraestrutura computacional, por exemplo. A empresa está tentando diminuir a dependência de computadores pessoais e se focar mais em servidores, armazenamento e rede para empresas. O redirecionamento da HP faz parte de uma tentativa da presidente executiva, Meg Whitman, de retomar o crescimento.

Assista Agora: Nunca mais contrate funcionários para sua empresa! Comece o ano em uma realidade completamente diferente!

A empresa ainda reduziu as estimativas de lucro para o fechado do ano, entre US$ 3,70 e US$ 3,74 por ação, ante previsão anterior de US$ 3,63 a US$ 3,75. As ações da HP caíram 0,8%, indo para US$ 34,84, no after-market.

O lucro da empresa caiu, indo para US$ 985 milhões, se comparado com o mesmo período do ano passado, quando o lucro foi de US$ 1,39 bilhão.

A executiva Meg Whitman, afirmou para a BBC que está confiante em uma reviravolta, mas reconheceu que a demanda de computadores pessoais cresceu, no entanto caracterizou a área como um “negócio em declínio”.

Segundo ela, a empresa reduziu a previsão de lucro, mas ainda está em posição para realizar aquisições, se necessário. Whitman afirmou que atualmente a empresa está em mais condições de realizar aquisições do que estava há um ano.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.