Positivo fecha último trimestre com prejuízo de quase R$ 19 milhões

Por Redação | 13 de Novembro de 2013 às 15h05

Depois de perder a liderança no mercado nacional de computadores (notebooks e desktops) para a Lenovo, a Positivo sofreu um prejuízo de R$ 18,9 milhões e uma queda de 6,17% em suas ações.

De acordo com o Valor, no mesmo período do ano passado, a Positivo havia registrado um lucro de R$ 7,5 milhões, porém, nem as piores projeções dos analistas imaginavam um prejuízo tão grande para a empresa no momento atual. O banco Credit Suisse estimava um prejuízo de R$ 1,7 milhão. Já o Bradesco previa R$ 9,5 milhões de saldo negativo.

Em uma reunião com os analistas, Hélio Rotenberg, executivo-chefe da Positivo, apontou a variação do dólar no período como justificativa para o prejuízo. A alta do dólar fez com que os preços dos produtos de varejo aumentassem e, consequentemente, reduzisse o número de vendas.

PECHINCHAS, CUPONS, COISAS GRÁTIS? Participe do nosso GRUPO DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

No último trimestre a Positivo manteve a sua porcentagem do mercado em relação ao mesmo período do ano passado – 13% – enquanto a Lenovo subiu dos 7% para os 18%.

Para Rotenberg, essa liderança da Lenovo será apenas temporária e ele está confiante com o quarto trimestre. “A Lenovo é a maior fabricante de PCs do mundo e quer a colocação no Brasil. Estamos bem posicionados com as vendas no quarto trimestre,” disse o executivo.

Um dos fatores para a Lenovo obter a primeira colocação é creditado à compra da CCE pela empresa, que focou, principalmente, em produtos para consumidores de renda mais baixa.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.