Novo balanço financeiro mostra que Positivo reverteu prejuízo do ano passado

Por Redação | 07 de Agosto de 2014 às 11h55

A Positivo Informática anunciou nesta quarta-feira (04) os resultados financeiros do último trimestre e registrou um lucro líquido de R$ 3,3 milhões. O montante reverte o prejuízo anterior de R$ 8,2 milhões amargado no mesmo período do ano passado.

A retomada do crescimento nas cifras arrecadadas pela empresa, que é a maior fabricante brasileira de computadores, foi angariado principalmente pela produção de smartphones próprios. No segmento de computadores, por outro lado, a companhia continua registrando queda nas vendas.

Tal cenário, no entanto, já era previsto pela Positivo principalmente pelo período de Copa do Mundo, quando a maioria esmagadora dos consumidores deram preferência à compra de novos televisores para acompanhar os jogos. Agora a expectativa é que o mercado reaqueça neste terceiro trimestre.

Ao todo, a fabricante contabilizou 582,3 mil computadores e tablets vendidos nos últimos três meses, uma queda de aproximadamente 29% em volume. Embora os smartphones e celulares tenham sido os principais responsáveis pela reversão do cenário negativo, eles também apresentaram um déficit considerável de pouco mais de 68%, vendendo apenas 53,9 mil unidades. A empresa atribuiu a queda vertiginosa nas vendas de celulares a problemas com a entrega dos produtos por fabricantes terceirizados e a decisão dela de fabricar seus próprios aparelhos na fábrica inaugurada no segundo trimestre em Curitiba.

Além disso, a receita total da Positivo também apresentou déficit de 8,3%, passando para R$ 579,3 milhões. Mesmo com a retração, a empresa contou com uma melhora na margem de lucro graças a redução de 6,8% nos custos com matérias-primas e 29,4% nas despesas com depreciação.

Ao todo, somente no primeiro semestre de 2014, a Positivo alcançou lucro líquido de R$ 4,5 milhões. O valor representa uma alta de 26,9% em relação ao mesmo período do ano passado. A receita, por outro lado, caiu 5,3% e foi de apenas R$ 1,1 bilhão.

Leia também: Positivo firma parceria com IBM para setor corporativo

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.