Vine ganha ferramentas de edição voltadas para música

Por Redação | 28 de Agosto de 2015 às 15h35
photo_camera Divulgação

Você pode não se lembrar mais dele, mas o Vine ainda existe e, mais do que isso, é muito bem-sucedido nos Estados Unidos e na Europa. A ferramenta de compartilhamento de vídeos curtos, que começou como uma alternativa animada ao Twitter, se transformou em uma ferramenta importante para quem procura clipes noticiosos ou humorísticos. E agora, está ganhando um conjunto de ferramentas focados em música.

A primeira novidade é o Snap to Beat, funcionalidade que facilita a criação de trilhas sonoras em loop para serem usadas nos vídeos. Por meio de uma ferramenta de corte simples, o editor mostra o tempo de trilha que será usado no clipe e já o coloca sobre as imagens, para que o usuário possa ver o resultado em tempo real.

Além disso, para meio que bater de frente com o Shazam e até o Apple Music, o Vine está ganhando uma ferramenta de identificação de músicas. Viu um vídeo legal e quer usar a mesma trilha no seu? Achou uma música interessante em um clipe do serviço e quer ouvir mais do que apenas seis segundos? É para isso que serve a função Featured Tracks.

A partir de agora, o serviço identificará automaticamente as canções utilizadas pelos usuários e mostrará, na própria página do vídeo, informações como artista e título, além de possíveis links para compra. Basta um toque no clipe em reprodução para que todas as informações sejam exibidas.

Além disso, o Twitter, que controla o Vine, anunciou uma parceria com a Billboard para que estatísticas de uso de músicas da plataforma passem a contar como parte do top Social 50, que mostra semanalmente os 50 artistas mais compartilhados e comentados nas redes sociais. A aliança, além do serviço de identificação em si, sinaliza algum tipo de parceria com a indústria fonográfica, ou então, um aumento no interesse dela pela rede social.

A ferramenta de edição de música estará disponível a partir desta sexta-feira (28) para os usuários de iOS, que receberão a atualização de forma segmentada. Todos devem ter acesso à novidade ao longo dos próximos dias, enquanto quem tem Android deve esperar um pouco mais e receber o pacote completo, incluindo o sistema de identificação de músicas, que ainda não está pronto, no futuro próximo.

Fonte: CNET

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!