Valor de mercado do Facebook ultrapassa US$ 250 bilhões

Por Redação | 14.07.2015 às 15:46 - atualizado em 14.07.2015 às 17:49
photo_camera Divulgação

O Facebook atingiu na última segunda-feira (13) o valor de mercado de US$ 253 bilhões, três anos depois de realizar sua oferta pública inicial de ações (IPO), quando foi avaliado em US$ 104,2 bilhões.

A rede social teve suas ações encerradas no pregão na bolsa eletrônica Nasdaq, com alta recorde de 2,4%, negociadas a US$ 90,10, sendo a primeira empresa do índice Standard & Poor's 500 a alcançar esse valor de mercado de forma tão rápida. O recorde estava com o Google, com valor obtido durante oito anos.

Com a rápida valorização do Facebook, os investidores se sentem mais confiantes de que a companhia vai continuar aumentando suas vendas de publicidade móvel. Por outro lado, o fato também pode refletir a suspeita de alguns analistas, que afirmam que o mercado de tecnologia vive uma nova bolha, pois o índice Nasdaq Internet quase dobrou desde que a rede social de Mark Zuckerberg se tornou uma empresa de capital aberto.

As ações do Facebook são negociadas com valor de quase cinco vezes a média do S&P 500 e, além disso, as empresas que fazem parte do índice Nasdaq Internet possuem uma relação entre preço e lucro de 27 vezes. Paul Sweeney, analista da Bloomberg Intelligence, diz que ações com índices elevados mostram o conforto do mercado em relação ao crescimento de longo prazo. "Os investidores pensam que o Facebook é mais valioso do que a média das ações da Nasdaq", comenta.

O valor de US$ 90,10 da ação se torna ainda mais notável, pois os papéis da empresa perderam mais de metade do seu valor nos quatro meses após o IPO, em maio de 2012. Com a arrecadação de valor de mercado de US$ 253 bilhões, o Facebook se torna a nona maior empresa do S&P 500, superando companhias que levaram décadas para se tornarem as mais valiosas, como Wallmart e Procter & Gamble.

No primeiro trimestre deste ano, a receita do Facebook com publicidade online responde por mais de 90% de suas vendas, sendo um aumento de 46%, chegando a US$ 3,32 bilhões. Mais de dois terços desse valor foram originados das vendas de anúncios móveis. De acordo com analistas, a estimativa do aumento das vendas no segundo trimestre é de 37%.

Fonte: TI Inside