Twitter | Postagens polêmicas de líderes mundiais não podem mais ser retuitadas

Por Felipe Ribeiro | 16 de Outubro de 2019 às 11h38
Unsplash
Tudo sobre

Twitter

Saiba tudo sobre Twitter

Ver mais

O Twitter anunciou nesta terça (15) que irá restringir a maneira como seus usuários poderão interagir com perfis de líderes mundiais que violarem as regras de conduta da rede social. A empresa disse que não permitirá que os usuários gostem, respondam, compartilhem ou retuitem posts ofensivos, mas permitirá que os usuários façam tuítes com citações para que possam, ao menos, expressar suas opiniões acerca de determinada publicação

Para o Twitter, a medida ajudará os usuários a se manterem informados sobre assuntos globais, mas equilibrando a necessidade de manter as regras do site sob controle. Vale lembrar que o microblog está sendo acusado de negligência, já que não tem tomado atitudes contra esse tipo de postagem feita por governantes e demais personalidades mundiais.

"Quando se trata de ações de líderes mundiais no Twitter, reconhecemos que esse é um terreno amplamente novo e sem precedentes", disse o Twitter em um post oficial em seu blog. No ano passado, o microblog disse que não faria proibições ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apesar de suas postagens polêmicas. O mesmo, por exemplo, não aconteceu com o líder supremo do Irã, Seyed Ali Khamenei, que teve tuítes que incitavam ódio apagados.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.