Twitter lança Stickers promovidos de marcas para aumentar receitas

Por Redação | 15 de Agosto de 2016 às 10h43
photo_camera Divulgação

O Twitter anunciou o lançamento de stickers para todos os seus usuários no final do mês passado. Agora, a empresa lançou stickers de marcas, os chamados "Stickers Promovidos". Em resumo, eles são adesivos que revelam sutilmente alguma marca. A Pepsi é a primeira empresa a aderir ao novo formato no microblog, fornecendo stickers personalizados com a marca para enfeitar as fotografias dos usuários.

Para as empresas, esta novidade é uma forma diferente de promover suas marcas de maneira criativa e autêntica. "As marcas podem projetar quatro ou oito stickers - como acessórios e outros adereços - para os usuários adicionarem em suas próprias fotos. As fotos com stickers de uma marca são compartilhadas com todos os seguidores de um usuário, permitindo que as marcas interajam com seus fãs de uma maneira verdadeiramente autêntica", disse o Twitter.

Este é um movimento interessante do Twitter para ajudar as marcas a fazerem mais do que apenas anunciar através de tweets promovidos. No ano passado, a empresa começou a permitir que marcas colocassem emojis específicos. A Coca-Cola foi a parceira de lançamento da iniciativa à época. Agora, com os novos adesivos decorativos, o Twitter segue os passos do Snapchat, que está conseguindo monetização através de stickers envolvendo marcas.

Para se ter ideia do potencial de ideias como essa, o LINE, popular mensageiro asiático, conseguiu arrecadar US$ 270 milhões com a venda de stickers. Cerca de um terço de toda a receita do aplicativo veio de contas oficiais, que utilizam stickers para interagir com os usuários. Com tweets de apenas 140 caracteres, fica claro que o Twitter teria de buscar novas opções para conseguir aumentar suas receitas. Talvez a introdução dos Stickers Promovidos seja a jogada certa neste momento.

Via TechCrunch, Twitter

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.