Twitter está estudando permitir publicações com mais de 140 caracteres

Por Redação | 30.09.2015 às 11:40

O Twitter se consagrou ao permitir que seus usuários postassem mensagens de até 140 caracteres, tornando-se sinônimo de microblogging. Contudo, segundo relata o site Re/Code, a rede social estuda implementar mudanças para permitir postagens que ultrapassem esse limite.

Entretanto, as fontes da publicação ligadas ao Twitter não revelaram qual método deve ser adotado caso isso se torne realidade. Atualmente, alguns serviços de terceiros já oferecem meios de “burlar” os limites do Twitter, com o OneShot, que publica uma imagem com o texto; e o TwitLonger, que publica parte do texto no Twitter com link para uma postagem externa.

A ideia vem rondando o Twitter há algum tempo, sendo alvo de debates também dentro da companhia ao longo dos últimos anos. Desta vez, o tema foi ressuscitado pelos executivos da empresa, que estudam estratégias para incrementar a base de usuários do site.

Aproveitando melhor os 140 caracteres

Além da possibilidade de remover o limite ou ao menos aumentá-lo, o Twitter estuda também algumas formas de aproveitar melhor o produto dentro dos seus limites atuais de caracteres. Uma opção seria remover links e citações a outras arrobas da contagem total para uma postagem.

Apesar do Twitter se negar a comentar qualquer um desses rumores, a possibilidade de que tudo isso esteja em discussão dentro da companhia ganha força se olharmos para os últimos movimentos da rede social nesse sentido. Mudanças como a remoção do limite de 140 caracteres por mensagens nas conversas privadas e também a possibilidade de adicionar um comentário ao retweetar uma publicação mostram que isso pode ser tornar uma tendência no Twitter.

Jack Dorsey

Jack Dorsey, cofundador e CEO interino do Twitter, seria um dos apoiadores da mudança. (Foto: Divulgação/Twitter)

Apoio do chefe?

Cofundador e atual CEO interino do Twitter, Jack Dorsey é um dos que apoia a mudança, revela um funcionário do Twitter com bastante tempo de casa. De acordo com ele, Dorsey não está apenas esquentando a cadeira até que a companhia encontre um novo presidente-executivo e o seu apoio pode fazer toda a diferença.

Além disso, Dorsey criticou recentemente algumas medidas tomadas pela companhia e defende firmemente a necessidade de aumentar a quantidade de usuários ativos. Ao que tudo indica, também, ele vê a possibilidade de que seus usuários escrevam mais em cada postagem como uma saída para isso. Resta saber se tais alterações vão realmente acontecer e se a suposta solução do cofundador da rede social será correta.

Fonte: Re/Code