Twitter diz que falha pode ter permitido uso indevido de dados para publicidade

Por Wagner Wakka | 07 de Agosto de 2019 às 18h30

Empresas parceiras do Twitter podem ter usado indevidamente dados de usuários para propaganda, sem o consentimento dos mesmos. Mas calma, não estamos falando efetivamente de um novo caso como o do Facebook e Cambridge Analytica, mas de um erro da plataforma. Em um post publicado em seu blog oficial, a empresa informou sobre o ocorrido, abrindo que companhias terceirizadas podem ter usado informações mesmo que usuários não tenham dado permissão para isso.

O problema data de maio de 2018. Usuários que clicaram ou viram quaisquer posts publicitários na rede social desde o ano passado podem ter compartilhado dados com parceiros da companhia, voltados à mensuração de informações e performance de campanhas de publicidade.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Dentre os dados que podem ter sido acessados, estão código de localidade do país, informações sobre a publicidade, além de como e quando o usuário interagiu com aquela peça (normalmente um post pago). O Twitter informa que estes dados não incluem credenciais como senhas e e-mails dos adeptos da plataforma.

“Nós arrumamos o problema em 5 de agosto de 2019. Entendemos que você queira saber se seus dados pessoais foram afetados e quantas pessoas foram envolvidas. Nós ainda estamos conduzindo uma investigação para descobrir quem pode ter sido impactado e, quando soubermos mais sobre isso, vamos compartilhar”, disse a companhia no texto publicado no blog.

Há alguma coisa a ser feita do lado do usuário? A própria companhia disse que não. “O que você pode fazer? Além de checar suas configurações de privacidade, nós acreditamos que não há nada a ser feito”, abre a empresa.

Ser transparente com o usuário é uma das exigências da General Data Protection Regulation, série de regras da União Europeia sobre privacidade e segurança com dados de usuários. Contudo, isso não exime o Twitter se ser penalizado sobre o caso.

Fonte: Twitter

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.